30 abril 2008




FALANDO EM FELICIDADE



Quanto tempo não sento para escrever. Nao sei se voces ja sentiram isso. Mas uma falta total de inspiracão.
Embora muitas coisas se passem pela minha cabeca, pensamentos diarios, sentimentos profundos, fortes, parece que nao consigo colocar no papel o que vai dentro de mim.
Sao fases na vida da gente que parece que perduram.

Toda vez que passamos por uma cirurgia ou algo semelhante, apodera-se da gente um total sentimento de fragilidade. Como se o mundo estivesse indo todo devagar, como um filme em camera lenta.
Eu, que sempre atropelei a vida, me vi de repente como se sentada em frente de uma janela vendo o dia a dia.

Nisso teve a parte boa: percebi muitas coisas que não havia percebido.
Sempre vi aquelas pessoas mais velhas aqui no Supermercado naqueles carrinhos eletricos, que o próprio lugar oferece. E nunca imaginei que fosse algo tao prático.



E interessante é pensar que ha tantas pessoas que dependem disso para a vida toda. Nunca poderão andar.
Ali naquele carrinho, eu enxergava a praticidade dele, mas sabia que seria provisório.

Ser feliz, depende de nos mesmos. Se não colocarmos nossa cabeca para funcionar de um modo efetivo e positivo de nada adianta tudo que tentarmos.

As vezes, quando baixa aquela tristeza que eu não sei de onde e que é dificil analisar o que sinto, uma coisa que sempre faco: pego uma folha de papel e anoto todas as coisas boas que tenho e as minimas coisas que me dão felicidade. Então vejo quantas coisas tenho na vida a agradecer. Nas tristes eu procuro nem pensar.

Um dia desses achei algo escrito, muito bonito:

"Assopre o pensamento triste,
Deixe escorrer a última lágrima, conte até vinte.
Abra então a janela, aquela que dá para o vôo dos pardais,
Procure a luz que pisca lá na frente(evite as sombras que ficaram lá para trás).
Ao encontrá-la, coloque-a dentro do peito,
De tal jeito, que possa ser notada do lado de fora;
Acrescente agora uma pitada de poesia,
Do tipo que passa por nós todos os dias, e nem sequer consegue ser notada;
Aumente o brilho, com toda a intensidade de que um sorriso é capaz.
A felicidade é o seu limite,
E o paraíso é você mesma quem faz.

Flora Figueiredo"

Existem tantas receitas da FELICIDADE...muitas parecem tao complexas. No entanto, onde encontramos alegria, são nas coisas mais simples. Nos momentos mais comuns.
Aqueles que somente damos valor quando surge uma doenca, ou um problema relativamente serio.

Voces ja notaram que ha certos dias que levantamos e que tudo a nossa volta parece estar certinho? O rosto no espelho reflete alegria. Nos sentimos bonitos. Cantarolamos no chuveiro.
Parece que nada nos aborrece. A mesma paisagem de todos os dias, tem uma cor diferente. Paramos para perceber coisas que nao percebiamos.
Por que de tudo isso? Simplesmente é a nossa cabeca. O modo que ela funcionou aquele dia. E dentro de nos queremos que aquela sensacão perdure para sempre.

Felicidade...a tao falada Felicidade. Aquela que todos querem. Que dinheiro nenhum compra.

Deixo aqui uma poesia que fiz ha tempos, mas que revela um pouco do "Ser Feliz"....


(Pintura feita por Edna Feitosa - Seu site: http://ilove.terra.com.br/edna/)

Dias iguais
tão corridos
os meus dias...
Dias que loucamente
atropelam
minhas idéias
sufocam
meus desejos
limitam
minha criatividade
Se fossem lentos
seriam terríveis
se são corridos
são sufocantes
Quero uma lei
que faça os dias
nem lentos
nem corridos
para que eu possa
ser feliz
(serei feliz?)

* * *

O verão esta chegando. E com ele vem uma alegria natural dos dias. O sol, o calor, o poder pisar no chao descalça, o contato com a natureza. A leveza da roupa. Os dias que se prolongam.

Ontem tirei uma foto da primeira árvore que floresceu em frente da minha varanda. E deixo para voces de presente.


Um grande beijo a voces, meus leitores assiduos. Sinto falta de voces, sabia? Dos comentários, das palavras, da interação. Muito do meu mundo está aqui e o reparto com voces de uma forma muito transparente.
Agradeço cada comentário, cada palavra que voces me deixam. Fico feliz. Estão vendo? Isso tambem é FELICIDADE.



Mary Fioratti

PS: Aproveito para dizer que minha recuperação vai indo muito bem. Já não sinto dor.
O joelho ainda está rigido, mas aos poucos noto melhoras. Nunca levei tão a sério algo como essa fisioterapia.
Hoje faz dois meses e 5 dias. De acordo com o médico eu estaria andando normalmente de 3 a 4 meses.
O que estou aprendendo é exercitar minha paciência. E estou conseguindo.
Estou apenas com muita, mas muita saudade de meus velhinhos...



A vida é uma linda borboleta, que brilha todos os dias diante de nossos olhos. Muitas vezes apenas admiramos seu brilho a distancia... outras vezes conseguimos pegá -la com nossas mãos....









15 comentários:

Musician disse...

Mary querida, que bom ter chegado aqui e ter um post fresquinho, assim como a Primavera chega linda!
E linda continuas tu também! A mais linda flor que conheço do Brasil e dos USA :)
Estou contente pela tua recuperação, estou certa que logo logo estarás como nova!
E tristezas e dias menos bons todos temos...mas temos sempre é que pensar em coisas boas, pois coisas boas atraem coisas boas!

Deixo-te um beijinho muito carinhoso desta amiga que te adora*

Ana Maria disse...

oi minha amiga, Mary,
gostaria muito de estar ao seu lado pessoalmente. Sou muito emotiva. Lendo e chorando ao mesmo tempo. Mas com certeza, você é uma pessoa resignada. Escreva, jogue tudo que sentir; do lado de cá, nossa corrente de orações vai mandando pra você mais energia, mais força. E o Senhor Todo poderoso vai te iluminar.
Por favor, cada dia que amanhecer, quero olhar o Encontro da Saudade,
e ver você com essa mesma luz que tem. Beijos carinhosos!

ZezinhoMota disse...

Mary!

És uma pessoa linda e o teu coração completa assim o Prefácio" que ao fazer de ti...

Teria que o afirmar.

Adoro ler-te e realmente chegar aqui é chegar à Primavera que é a renovação de cada ano...

Que continues a sorrir e que "o teu caminho da vida" reencontre a solidez diária e o teu bem estar.

Um beijo de carinho e toda a ternura...

ZezinhoMota

Sonia Regly disse...

Vim convidá-la a conhecer o Compartilhando as Letras, sua visita muito me honrará. Tenho uma irmã que mora em Miame, dede 1986, casou, enviuvou e continua aí nos EUA.Aguardo sua visita, ok??

Catarina Alves disse...

Mary... gostei de saber notícias tuas.

Rápidas melhoras amiga.

Abraço para ti,

Nani

Nilson Barcelli disse...

Mary, para quem está com falta de inspiração vc escreveu que se fartou... o que faria se tivesse... eheheheh...
A felicidade, muitas vezes, é alcançada através de coisas bem pequenas (ou simples, como disse). E devemos aproveitá-las, pois as coisas grandes que nos tornem felizes são muito raras.
Gostei do poema da Flora, é muito bonito e didático...
O seu poema, muito diferente, é igualmente muito bom. Gostei imenso.
A Mary tem água em frente à varanda... isso é meio caminho para a felicidade cara amiga. Quantos podem usufruir diariamente uma paisagem como essa?
Votos para que a sua recuperação se faça em bom ritmo.
Bom fim de semana, beijinhos.

OUTONO disse...

Fico contente.
A recuperação, está no bom caminho.

Força!

Beijinho.

Anônimo disse...

OLá menina Mary!!

Que bom vê-la de novo postando, sinal que os tempos difíceis estão acabando. Desejo-te alegrias e muitas felicidades. Mereces.

Beijo.

daufen bach.

Marco disse...

Mary querida, qnt tempo...

Vim aqui te convidar a comemorar 1 ano de blogsfrea cmg! Afinal de contas, vc faz parte dessa história!

Bjs

http://afontequenuncaseca.blogspot.com/
1 ano e muita história pra contar... Acesse e comemore cmg!

BANDEIRAS disse...

Oi querida, há qto tempo não aparece....sei o que é isto, estou passando agora por um momento difícil de minha vida. Ficamos sem chão, frágeis , indefesas, sensíveis e se sentindo pequenas. Mas logo passa.
Obrigada pela visita e não se esqueça , amo vc.
Bjs

Sergio disse...

Olá, Mary!


Bom retorno e boa recuperação. Isso de inspiração é normal, acontece com todo mundo, as vezes basta uma mudança de tempo que já cai aqule desanimo.

U beijo e boa semana

Wilma disse...

Que bom saber que esta se recuperando e escrevendo lindamente como sempre. Uma ótima semana pra você.

Menina do Rio disse...

Esta fragilidade é como um renascer. Aos poucos vais te sentido forte. É só uma questão de tempo querida. Tu és uma grande mulher.

Um beijo pra ti e boa semana

AnaLua disse...

Mary, quanta sensibilidade... sabe, eu estou me sentindo bem assim, sem inspiração, vendo o dia passar e deixar aquela sensação de que foi pouco, não foi o suficiente.
Me sinto como a moça da pintura do seu post, olhando pela janela, interrogando girassóis.
Que bom que está se recuperando bem, logo seus velhinhos também vão matar a saudade que com certeza também devem estar sentindo de vc.
Beijo!

Guida Linhares disse...

Minha querida Mary voce escreve lindo demais e eu pediria que voce continuasse...não nos prive deste teu universo mágico de sentimentos. Feliz de ter conhecido você através do amigo em comum Zé Carlos, voce já esta na minha lista de amigas do coração, adicionada nos dois blogues - Jardim de Versos e Prosas e no mais novo pedaço Café Poético, onde aguardo você, para um cafézinho e cookies de chocolate ou amendoim...falando sério, sem as tuas palavras expressas lá no pedaço, ele não ficará tão rico, ouviste??? Um lindo dia, com muita alegria no coração. beijos carinhosos, guida