10 julho 2008


SEUS GESTOS





Detenho-me na arte
de seus gestos
cuidadosamente explícitos
delicados, meio contidos,
expressando-se no silencio
que adivinho

Na falta de palavras
suas mãos buscam as minhas
e quando você as segura
nossos dedos entrelaçam-se
todos os cantos arrematam-se
em um toque único


e quando você sorri
intuindo meu sentimento
o silêncio afaga
esse momento

Mary Fioratti


8 comentários:

BANDEIRAS disse...

Querida amiga,

Que legal, aposto que vc está on line...
E que bom vc anda numa fase criativa de poesias, mais uma...
...E quando vc sorri, intituindo meu sentimento...
Vou te fazer uma perguta: Existe sorriso mais lindo que o da pessoa que a gente ama?
Impossível, não é verdade?
bjs

Pelos caminhos da vida. disse...

Belo poema...


beijooo.

Ni ... disse...

Lindo seu cantinho Mary, parabéns!! Beijo e mais beijos...

ZezinhoMota disse...

Belas palavras que escreves e se sobressaem pela sua singeleza.

Bom fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

Nilson Barcelli disse...

Mas que belo poema cara amiga.
Gostei imenso, vc faz poesia muito bem. Também li o poema de baixo que é igualmente bom.
Continue... vc sabe clocar as palavras e, para além disso, conjuga os poemas muito bem com as fotos.

Bom fim de semana, beijinhos.

Samara disse...

Boa tarde!
è a primeira vez que entro aqui e adorei!
Estou te add!
Beijos
Samara

ALF disse...

Nossa Mary, que sensível. Um teor romântico de caráter imensamente sublime. Encanta, nos eleva aos céus. É uma poética que hipnotiza.

;)

Beijão pra tu amiga linda.
Te adoro

Jardim das Rosas disse...

Minha querida Mary...matando as saudades, no teu belo cantinho, com versinhos deliciosos, e esta vóz maviosa, que só de olhos fechados para ouvir a melodia e saborear o momento....um domingo cheinho de alegrias...beijos carinhosos, guida