14 julho 2009



Ê X T A S E



A janela estava entre aberta
e no ângulo da ansiedade
tantos sentimentos despertos
o corpo deitado na cama
os olhos na janela
fitando o azul claro da manha

Detive-me nas nuvens
em seus desenhos entrecortados
formando figuras imaginárias
o corpo deitado na cama
morno, quase desperto
esperava o toque de suas mãos

Você dormia, sono solto
olhos fechados, espasmos repentinos
expressão sonhadora
aconchegado ao travesseiro
mão esquecida sobre a coxa
respiração ritmada...abandono sereno

A janela estava entre aberta
e os raios de sol batiam em seus cabelos
seu corpo jogado, inerte, vulnerável
e meus olhos o cobriam de ternura
passeando pelo seu ser
numa paz certamente no paraíso encontrada

Virei-me de lado, observando seus traços
menino solitário, num mundo tão seu
o que sonharia nesse momento?
onde voaria essa mente tão rica de sentimentos
por onde passariam seus olhos
no mundo dos sonhos?

a janela estava entreaberta
e na vulnerabilidade tão exposta do sentimento
fiz amor com sua alma nesse momento


Mary Fioratti

18 comentários:

Anônimo disse...

Absolutamente terno e lindo. Acho que você seria boa como contista,
pois do conto sempre se requer um final inesperado, coisa que você sempre consegue nos poemas. Abraços,
Ana Suzuki

Retalhos de Amor disse...

Mary... Disse e digo:
Tua Ternura transcende
Alcança-nos Alma e Coração!!!
Obrigada sempre pela teu
existir e estar em minha vida!!!

Beijos, Amada...
No teu Amoroso Coração!!!
Iza

BANDEIRAS disse...

Querida amiga:
O final me surpreendeu : fiz amor com sua alma...
Qdo pensamos que o quadro irá se materializar, ele torna-se uma fantazia.
Lindo, amei...

Bjs minha linda.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Lindo! um poema escrito com alma e ternura.
Abraços

Wilma disse...

...a janela entreaberta...por ela se pode viajar tanto pela manhã, como tão bem você escreveu, e o fim a mim surprendeu, eu estava imaginando um e sua última frase foi genial. Parabens!!!

Lufague disse...

O poema é sensivel, amoroso, terno,e para arrematar, o toque final da mais sincera e singela sensualidade.Belissimo.Bjs Lu

Rosemildo Sales Furtado disse...

A janela estava entreaberta
E na vulnerabilidade tão exposta do sentimento fiz amor com sua alma nesse momento.

Lindo! Parabéns!

Beijos,

Furtado.

BANDEIRAS disse...

...onde vc estiver...não se esqueça de mim...
( Roberto carlos )

A propósito, vc assistiu ao show na rede globo para ele ?
Foi lindo.

Doce beijo.

Sonia Pallone disse...

"...fiz amor com sua alma nesse momento..." que coisa mais linda...
Seu poema calou fundo e obrigatoriamente o silencio se fez sentir pra te ler, imaginar, aplaudir...Grande Mary!!! Bjs moça querida.

Sonia Schmorantz disse...

Maravilhoso, Mary! Encontrou as palavras certas para descrever estes sentimentos.
Lindo final de semana
beijo

Joel Langarika disse...

My Dear dear friend, I found your house as always, full of poetry and love. Mary I`m sorry for not be a constant follower of your blog, but unfortunately I have no time or a very little time, I`m now involved in the politics of my hometown and is a full time and very absorving job. Hopefully next year will do something for the poetry yours mine and others in a book, I will be in the culture department of this town and there is a lot of projects about it. Much Love to you, your poetry and your family. Joel

Joel Langarika disse...

My Dear dear friend, I found your house as always, full of poetry and love. Mary I`m sorry for not be a constant follower of your blog, but unfortunately I have no time or a very little time, I`m now involved in the politics of my hometown and is a full time and very absorving job. Hopefully next year will do something for the poetry yours mine and others in a book, I will be in the culture department of this town and there is a lot of projects about it. Much Love to you, your poetry and your family. Joel

BANDEIRAS disse...

...e por falar em saudades...onde anda vc...onde anda esses olhos...que a gente não vê...

saudades de ti

Bjs

Allan Machado disse...

:)

Cesar Cruz disse...

OLÁ POETISA E AMIGA!

MAIS UM BELO POEMA, TÃO SENSÍVEL... PARABÉNS!

ME ESCREVA UM EMAIL, PRECISO SABER SE, AFINAL DE CONTAS, VC RECEBEU AQUELE ESCANEAMENTO DO LIVRO QUE CONVERSAMOS! (CANCRUZ@TERRA.COM.BR)

BJS DO BRASIL (SPAULO-SP)

CESAR

Paula disse...

Lindas palavras!
Maravilha de poema!
Abraço

Luana disse...

Adorei seu cantinho!!!

Passarei mais vezes...
Bjinhos do outro lado do mundo! (risos)

tulipa disse...

Tristezas já chegam, cá para os meus lados.

Aqui sente-se o cheiro a AMOR NO AR, CARINHO, SENSIBILIDADE, que bom!!!
ADOREI seu post sobre Michael Jackson, eu também fiz uma homenagem, era um SER DIFERENTE e ESPECIAL.

A crise bateu à minha porta ontem e uma carta p/Desemprego está aqui à espera de 2ª feira ir entregá-la ao Centro de Emprego.
Enfim...a vida tem destas coisas!!!

Neste momento ainda me encontro em convalescença da pneumonia, por isso quase nem posso brincar c/os netos, nem passear, nem fazer arrumações e limpezas de Verão, enfim...há que ter paciência.
Atenção: não quero ser a "coitadinha" pois algumas pessoas depois de lerem que estou doente, reagem muito mal, com comentários mesmo desagradáveis.

O meu ultimo post tem a ver com o "MAU" que existe na Blogosfera, fico triste. Mas a vida é assim!

Deixo-te um beijo e votos de óptimas semanas de Verão.