02 julho 2009


UM DOCE MENINO CHAMADO MICHAEL


"Before you judge me... try hard to love me"...

Embora eu seja uma pessoa extremamente sensivel, nao sao todos os acontecimentos que me tocam.
E poucas coisas me tocaram nos ultimos anos como agora, a morte do Michael Jackson. Tenho ficado muito tempo no internet pesquisando, ouvindo suas fitas, olhando-o dancar (era minha paixao! alias, meu sonho era ve-lo dancar no palco).
Mas tenho me detido especificamente em suas entrevistas. E cada uma delas me emociona muito!

Michael era um menino. Um menino que foi envolvido pelo seu proprio sucesso, que tomou um vulto tao gigantesco, que ele mesmo nao soube administra-lo.
Mas em todas as entrevistas que eu vi, ali estava um menino meigo, doce, e principalmente muito humilde.

Uma educacao fina. Um respeito pelas pessoas. O jeito que ele olha, fala, se dirige a pessoa que esta entrevistando. Ha algo extremamente autentico no Michael Jackson.
E em materia de autenticidade, eu conheco bem. Ha algo dentro dele que brilha, que resplandece.
Aqui nos EUA, os americanos diriam "GIFT". Michael tinha um "gift". Algo assim que uma fada com sua varinha magica lhe deu.

Nao somente o gift de dancar e cantar como poucos, mas o gift de ser muito gente. Muito humano. E acima de tudo: extremamente humilde. Simples. Muito simples.

Quem se acostumou a ver o Michael envolvido em tratamentos para ficar branco, ou a plastica no nariz, ou suas roupas, suas mansoes, realmente deveria perceber o que percebi: sua espiritualidade. Michael era uma pessoa GENUINA. Ja ouviram falar em seres genuinos?
Sua voz parecia de uma crianca. E em todas as suas entrevistas eu notei, que ao responder as perguntas, de uma forma meiga, docil, direta, ele nunca procurava palavras, ou ficava em silencio pensando. Elas brotavam de uma forma unica e absoluta de seu coracao.
Alem disso tudo, ele ao responder olhava nos olhos da pessoa. Seus olhos doces e prescrutativos.

Michael me desperta aqueles instintos maternais. De dar um abraco apertado. De ve-lo sorrir e rir. Como uma crianca.
Nao teve juventude, nao participou de festas. Nao teve amigos que pudesse sair na rua, andar de bicicleta, ir ao cinema.
Ta bom. Sei que muitos pensarao: "Todos os astros, nao sao permitidos ter uma vida".
Eh verdade. Mas para Michael foi muito pior. Ele se cobrou uma pessoa que nao era.
Ele se transformou fisicamente, mas por dentro, ele era aquele mesmo menino.



Nao estou hoje escrevendo do Michael Jackson porque e assunto "da moda". Ou porque quero alguma credibilidade do que estou escrevendo.

Nao me importa hoje a credibilidade, de quem quer que seja. O que me importa e como sempre mostrar a voces, aquilo que vai dentro do meu coracao.

Michael Jackson era doce. Incrivelmente doce e menino.
Seu sorriso, suas expressoes. O modo dele falar.



Sinto nesse momento uma grande vontade de chorar. Chorar pela perda desse MONSTRO da musica! De poder ver somente em fita, o seu moon walk...



Quem poderia andar na lua, como Michael Jackson? Assisti esse video duas vezes. Na primeira eu me detive no geral. Em seus movimentos. Na musica. Na segunda vez eu me deti apenas em seus pes! Que coisa fantastica! Diria FANTASTICO! Seus pes pareciam de borracha. Prestem atencao quando ele coloca o chapeu. Detenham-se em seus pes!

F A N T A S T I C O !!!!!!!!!!!!!

ou o Robot Dancer....




Em uma das suas entrevistas ele disse que sua cabeca nao parava de criar. Que ele nao conseguia dormir de tanto pensar. Que sua cabeca criava uma coisa apos outra. E que ele queria fazer sempre coisas novas.

Finalmente Michael libertou-se de sua propria escravidao. De suas noites sem dormir. Das drogas que tomava para enfrentar esse "idolo" branco, que era ele mesmo.
Ele se encontra agora na paz de ser ele mesmo.

Por favor, Imprensa! Deixem o Michael Jackson em paz!!!!!!! Acho simplesmente terrivel que se aproveitem de mortes de pessoas famosas, para difama-las ainda mais. De dizer coisas que nao existiram. De criar coisas absurdas. Isso me entristece muito, mas sabe por que? Me entristece essa caracteristica do ser humano. Do dinheiro. Do poder.

Quem nao errou, atire a primeira pedra!

Para terminar, ele disse em uma das suas entrevistas, que somente existia uma musica que o retratava completamente. Essa musica ele disse que fez com seu coracao, e que mostra muito dele.
Agora assistam ele cantando e deixo em baixo a musica original em Ingles e a traducao em Portugues.





CHILDHOOD
Written and Composed by Michael Jackson.
Produced by Michael Jackson.

Have you seen my Childhood?
I'm searching for the world that I come from
'Cause I've been looking around
In the lost and found of my heart...
No one understands me
They view it as such strange eccentricities...
'Cause I keep kidding around
Like a child, but pardon me...

People say I'm not okay
'Cause I love such elementary things...
It's been my fate to compensate,
for the Childhood
I've never known...

Have you seen my Childhood?
I'm searching for that wonder in my youth
Like pirates in adventurous dreams,
Of conquest and kings on the throne...

Before you judge me, try hard to love me,
Look within your heart then ask,
Have you seen my Childhood?

People say I'm strange that way
'Cause I love such elementary things,
It's been my fate to compensate,
for the Childhood (Childhood) I've never known...

Have you seen my Childhood?
I'm searching for that wonder in my youth
Like fantastical stories to share
But the dreams I would dare, watch me fly...

Before you judge me, try hard to love me.
The painful youth I've had

Have you seen my Childhood....


INFÂNCIA
Michael Jackson
Composição: Michael Jackson

Vocês viram a minha infância por aí?
Estou procurando pelo mundo
De onde venho
Porque eu tenho procurado
Nos "achados e perdidos" do meu coração
Ninguém me entende...

Eles vêem isso simplesmente
como estranhas excentricidades
Porque eu continuo brincando por aí
Como uma criança, mas perdoem-me...

As pessoas dizem que eu não estou passando bem
Porque eu amo coisas tão simples
Tem sido o meu destino compensar-me
Pela infância que eu nunca conheci

Você viu a minha infância por aí?
Estou procurando por aquela
Fantasia em minha juventude
Como piratas e sonhos cheios de aventura
De conquistas e reis no trono

Antes de me julgar, tente muito me amar
Olhe dentro do seu coração e então pergunte:
"Você viu a minha infância por aí?"

As pessoas dizem que sou estranho desse jeito
Porque eu amo coisas tão simples
Tem sido o meu destino compensar-me
Pela infância que eu nunca conheci

Você viu a minha infância por aí?
Estou procurando por aquela
Fantasia em minha juventude
Como histórias fantásticas para contar
Os sonhos em que eu ousaria,
Olhem pra mim, estou voando...

Antes de me julgar, tente muito me amar
A juventude dolorosa que eu tive

Você viu a minha infância por aí?



Emociono-me nesse momento.
Todo meu amor e meu respeito por voce, Michael.
E continue a acreditar. Eu acredito em você.



Mary Fioratti

PS: Deixo aqui tambem uma entrevista que ele fez com Oprah Winfrey. Mesmo quem nao entender Ingles, pode olhar o modo que ele fala, seus olhos, sua expressao. Sua docura.


23 comentários:

Beatriz Prestes disse...

Entre tantas dores e tristezas, a morte dele veio trazer um manto a mais de lágrimas.......
Ele fez parte da minhaa vida, estava diretamente envolvido em meus tantos sonhos, que assim como ele se foram.
Momentos em que existia vida, pelo simples fato de sonhar....de acreditar no futuro perfeito que estava logo ali esperando.
Quantos planos ele embalou com sua voz doce, com seu jeito de quem precisa de um bocadinho a mais de carinho....
Quanto ele tbém deve ter sonhado....
Quantas marcar gravadas na alma, quanta superação!
Poucas pessoas realmente acontecem, e ele aconteceu, era quase um milagre vivo!
Fechou-se um ciclo.....mais um daqueles que levam e não renovam....
Parece que estamos cruzando todos os limiares.
Ficam aqui minhas muitas lágrimas, tantas que parecem não ter mais fim. Acrescento mais uma......mais esta triste lágrima para ele....em quem tbém muito acredito, e lanço minhas preces com amor.....Michael.
Beijo Minha amiga que amo
Bea

Clésio Boeira disse...

Mary,

Um texto verdadeiro e bonito. Fiquei triste com a morte do Michael. Muito triste. Não gosto de saber que as pessoas se foram de volta para o "outro lado". Quando se trata de pessoas que tocaram as almas do mundo, mais ainda. Só nos resta o conforto - se é que se pode falar assim - de pensar que esses Humanos Extraordinários não "morrem". Ficam, de diversos modos, entre os homens e mulheres que os admiram. E isso certamente os enleva nessa nova forma de continuar a vida eterna.

Beijos, amiga!
Clésio

Zé Carlos disse...

Mary, você foi perfeita como sempre aliás.
Muito mais do que todos os artigos que foram escritos (ou quase) a respeito dele só que com sentimento exalando, que é o seu forte.
Um lindo domingo querida, bjs do ZC

Dora Regina Dias Pereira disse...

Mary, os seus sentimentos também são os meus...
Lamento profundamente a morte de Michael, muito mais pela forma como foi, muito triste!
Agora só fica a saudade de um ídolo que atravessou gerações e jamais será esquecido.
Um grande abraço, parabéns pelo post, bem oportuno!

Ana França Suzuki disse...

O que me deixa frustrada, é ele não ter feito os 50 shows que iria fazer. Depois dos shows, talvez até fosse melhor que partisse, pois se já era difícil, para ele, suportar sua raça de nascença,imagino quanto sofreria com o envelhecimento, que é implacável. Um abraço,
Ana Suzuki

Anônimo disse...

Mana, está perfeito seu artigo sobre o Michael, adorei. Você soube resgatar tudo de importante que ele deixou pra nossa geração. A gente lamenta que ele não tenha sido feliz, mas acredito que se realizava cada vez que exprimia sua arte e era reconhecido.E assim são muitos artistas, que só conseguem ser eles mesmos nos palcos. Talvez porque nasceram para isso. E quem sai ganhando sempre é a platéia. Espero que onde ele esteja, consiga ter paz e encontrar sua infância perdida.

Beijos
MLúcia

Efigênia Coutinho disse...

Mary Fioratti , quanta emoção ao ler este seu Post dedicado ao grande " Michael Jackson ".
Como você foi feliz com toda matéria aqui editada , que eu li neste momento, adorei, um beijo grande de saudades suas,
Efigênia Coutinho
Escritora

ps: devo estar ausente por uns dias.

BANDEIRAS disse...

Oi Linda !

Postagem perfeita !
Ele merece tudo isso e muito mais.
Não acompanhava a vida do MJ, mas sempre que o via, sempre achei que por trás dele existia um menino brilhante dentro de um homem educado e que respeitava principalmente, a humanidade e era consciente de todos os problemas ao seu redor.
Vamos sentir falta dele...

Parabéns pelo belo post, ficou perfeito.

Um grande beeiiiiijjjoooooo !!!!

L. Y.

mateo disse...

Foste a única que me obrigou a não atirar outra pedra.
Muito obrigado.
Beijo.

Anônimo disse...

Olá cunhadinha,
Fiquei tbem bastante sensibilizada com esta perda.
Sempre gostei dele,mas a imagem que tenho bastante marcada é dele ainda menino,sem muitas transformações.A imagem que tenho dele é de um puro.
A imprensa cai em cima mesmo,pois é com isso que ganham dinheiro,e é só no que pensam,enquanto entar os cifrões, dane-se os sentimentos,as verdades...Muito comovente seu artigo.
Que ele encontre agora um pouco de paz!
Beijos
Te

Dayane Mendes disse...

Olá, muito bom seu artigo, fiz uma coletânea de info sobre ele, vale a pensa conferir, passa lá.

Abraços

Cesar Cruz disse...

Ah, o MJ marcou o início da minha adolescência! Que perda, que pena! Tão prematuro... Lembro-me, nos idos de 82, 83, dos bailinhos que fazíamos ao som de MJ e Leonel Rich... Bons tempos!

bjão enorme
Cesar

ps. recebeu meu email com o escaner do livro??? Meu Deus! Não chega!!! Me escreva: cancruz@terra.com.br

Retalhos de Amor disse...

Tô emoção demais, Mary Ternura!!!
Tanto ele disse para mim...
Tanto cativou-me o coração!!!
Ai, Amiga...
Que a paz esteja com ele agora...

Beijos...
Nesse teu coração lindo demais!!!
Iza

Beth/Lilás disse...

Olá, bom dia!
Vim aqui conferir esta beleza de texto, através da amiga Wilma que me indicou você.
Perfeita a sua avaliação sobre a vida deste ídolo tão amado! Fiquei muito emocionada de ver os vídeos, inclusive o último que ainda não conhecia e adorei a música!
Esperemos que agora ele seja realmente feliz em sua Neverland.
beijos cariocas

Wilma disse...

nossa fiz dois coments aqui e nenhum foi salvo, perdi. Depois farei outro, mais adianto que foi a mais linda homenagem e me identifiquei muito.

ParadoXos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui em visita ao seu blog!! Abraços Ademar!!

CrisBoro disse...

Falar que eu era fã, é pouco. Tinha adoração por ele, pela pessoa, pela música, pela dança. Desde a época dos Jackson 5. Tínhamos a mesma idade, mas Michael teve a infância roubada em nome da carreira. Claro que na época, eu não me ligava nisso, só admirava aquele menino artista que tinha uma voz limpa, linda, e dançava como ninguem. Eu cresci, amadureci mas meu ídolo permaneceu no mundo do Peter Pan. Morreu um corpo, mas sua alma finalmente está livre para voar.
Mary, essa sua homenagem me emocionou. Não poderia ser mais perfeita.
Beijos lindona.

BANDEIRAS disse...

Aqui estou eu novamente, não a procura de minha infância, pq essa eu tive e muito bem, infelizmente não ocorreu o mesmo com o M.J., li e reli esse teu post, e te digo amiga, que em todo o meu tempo de blogueira, nunca um post me emocionou tanto como este. É uma pena que só depois de morto é que venhamos saber que ele era um bom pai, que era vegetariano e que lutava por um mundo melhor para todos , mas principalmente para as crianças.
Sinto que ele tenha ido desta forma, poderia ter sido de forma mais branda, mais bonita, merecia viver mais, muito mais, pois considero um ser humano com 50 anos ainda muito jovem para morrer. Tanta coisa ainda poderia ter feito.
É uma pena...

Parabéns pelo post, volto depois para ver os outros vídeos dele.

Bjs amiga

Abstrata disse...

Um artista que deixou uma marca
um astro hoje em seu lugar
uma estrela que nunca se apagará..

beijosss

Priscila Lopes disse...

"Tenho ficado muito tempo no internet pesquisando, ouvindo suas fitas, olhando-o dancar..."

Mas, gente, as pessoas já o haviam matado há anos!

Anninha disse...

Olá Mary!

Entrei em seu blog por acaso, embora ache que nada aconteça por acaso, porque assim como você tenho um imenso respeito e carinho por Michael Jackson, terminei de ler seu texto com o rosto lavado de lágrimas, é reconfortante encontrar pessoas que sentem como nós, principalmente num momento assim dificil pra todos que conseguiram ser tocados pelo amor de Michael...

Um grande beijo

Anna

Voodoo disse...

Querida Mary,

Acabo de ler o post, agora vamos
as músidas...
Um beijo.