20 maio 2008



JÁ NÃO SE FAZEM EMOÇÕES COMO ANTIGAMENTE



Tenho me emocionado muito em relembrar os Bee Gees.
Que tempo maravilhoso aquele, quando iamos a bailes, e dancavamos ao som de suas musicas.
Que emocão tenho sentido ao revive-los...
Aquele tempo mexia com todas as emocoes... era quele misterio que viamos nos olhos e tentavamos decifrar.
Era a alma que falava no mais profundo de nos...
Aquele amor que nao era decifrado, mas sentido. Era o olhar que derramava ternura....
Era o imaginar do beijo...o sonhar ...
Uma inocencia que tecia ternuras...
Os bailes com luz negra.... o coracao a bater descompassado a imaginar-se nos bracos daquele que de longe, se emoldurava como uma pura emocao.
De repente nos viamos na multidao...abracados a dancar lento. Os rostos quase se tocando, o coracao descompassado.... aquela mao a passear por nossas costas causando arrepios....
Os olhos que se procuravam e diziam mais do que qualquer palavra poderia dizer.....
As maos eroticamente se tocavam, a espera do dia seguinte, do telefone tocar...
Tudo tao magico...
Os sonhos... como era maravilhoso deitar a noite e ficar a imaginar o amor...
No escurinho do cinema, fechar os olhos ao beijar, tremer de emocao com o toque.
Descobrir a lingua, o cheiro, o toque. Mas tudo de uma forma quase "inocente"... deixando fluir a sensualidade.

Quando eles cantam, no telao do fundo, vai aparecendo fotos deles com a familia.
Li um dia desses que esse que toca piano de chapeu (Maurice Gibbs) ja morreu.

Aqui vai a traducao da musica:

HOW DEEP IS YOUR LOVE
(Bee Gees)

Como é profundo seu amor

Eu vejo nos seus olhos uma manhã ensolarada,
eu sinto você me tocando ao derramar da chuva,
e no momento que você está longe de mim,
só quero você em meus braços de novo.

E você aparece para mim numa brisa de verão,
me mantém aquecido com o seu amor, mas de repente você vai embora,
é pra mim que você deve mostrar o quanto é profundo o seu amor.

Qual a profundidade do seu amor?
eu realmente quero saber!
porque nós vivemos num mundo de tolos,
que nos destroem, quando deveriam nos deixar viver,
nós pertencemos, eu a você e você a mim.

Eu acredito em você,
você conhece a porta para minha alma,
você é minha luz nas horas de profunda escuridão,
você é minha salvação quando eu caio.

E você pode pensar que eu não me importo com você,
quando você sabe que lá dentro eu realmente me importo,
e é pra mim que você deve mostrar o quanto é pronfundo o seu amor.

E você aparece para mim numa brisa de verão,
me mantém aquecido com o seu amor, mas de repente você vai embora,
é pra mim que você deve mostrar o quanto é profundo o seu amor.


Lendo sobre os Bee Gees fiquei a relembrar meu tempo de adolescencia... Aqui vai uma foto daquele tempo.



Ja nao se fazem mais emocoes como antigamente....

Mary Fioratti

8 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Mas fazem novas emoções uma bela lembrança esta.

Menina do Rio disse...

Minha nossa! Velhos e bons tempos!

Um beijinho pra ti Mary

Catarina Alves disse...

Mary.... venho dar-te um grande abraçoooo!

Diz-me, como estás?
Como vai essa recuperação?

Beijinho grande para ti.
Cuida-te tá?

bjs

Nani

Betty Branco Martins disse...

querida_________Mary






espero que tudo esteja_____bem contigo?:)






Bee Gees__________adoro ouvir:))












beijO_____C_____carinhO

Sergio disse...

Olá, Mary!

Quantas lembranças!!...e voce continua bela.

Um beijo

ZezinhoMota disse...

Mary!

Se bem me lembro desse grupo "Bee Gees"!

Mas o meu preferido foi "Os Abba".

Foi uma época de ouro musical.

Feliz quinta feira.

Bjnhs

ZezinhoMota

Anônimo disse...

Parabéns

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/
http://paixoes-longinquas.blogs.sapo.pt/
http://desabafos-solitarios.blogs.sapo.pt/

Jardim de Versos e Prosas disse...

Minha querida Mary
Bateu saudades de oce...e vim te ver..menina que doce tempo esse que vc coloca, mas sabes que na velocidade em que anda o mundo, temos que extrair as emoções da mãe natureza, pois além de atemporal, ela nos remete à nossa psique e traz à tona os melhores sentimentos e aquela coisa tão boa de sentir, que é a felicidade de estarmos ainda por aqui, neste tempo e espaço. Quem sabe um dia também nos conheceremos ao vivo e a corres...gosto muito de você. Uma semana proveitosa e alegre. Um abraço bem à brasileira e doces beijos em teu coração, guida