06 abril 2009





A MONTANHA RUSSA DO
CORAÇÃO


Meus amigos,
Aqui respondo as perguntas que me foram feitas. E o titulo do meu post, se refere a pergunta do Hedu (Paradoxos): "se a vida fosse um livro que título lhe darias?"

BLOG DA NILZA


Vc tem uma filha adotiva. eu gostaria de saber se foi dificil criá-la. Se vc teve muitos momentos que julga ter sido diferente se fosse com sua filha biológica?


Nilza, essa eh uma boa pergunta minha amiga. Nao, nao foi dificil cria-la. Desde o momento que a adotamos, eu segredei em seus ouvidinhos que ela nao era nossa filha. Entao, eu li muito, e contava historias para ela de filhas adotivas, que nasciam do coracao. O nosso relacionamento sempre foi muito aberto, e bonito, e verdadeiro. Ate que ela ficou adolescente (risos). Nao julgo que seja por ser adotiva, mas a adolescencia em si eh muito dificil! Os adolescentes de hoje estao na epoca do desamor com os pais, nao vou generalizar, sei que existem casos especificos. Eu pensava que isso estava acontecendo aqui, porque ela foi criada em uma cultura americana, mas nao eh nao. Em conversas vejo que isso eh uma tendencia. Acho que hoje tenho as mesmas dificuldades que muitas outras maes tem. Nao acho que seria diferente se fosse com minha filha biologica. A unica coisa que eu sinto, eh que gostaria de ter ficado gravida, com barrigao, curtido os chutes, os movimentos. E a espera. Quando a peguei nos bracos (com 4 dias) eu me senti muito insegura. Mas tambem penso que as maes que geram sentem alguma coisa parecida.


PATRICIA

Mary não vim a tempo de fazer perguntas, mas li todas as suas respostas com muita atenção... mas mesmo assim faço mais uma perguntinha... a opção de adoptar... porque não podem ou porque não queriam ter filhos biológicos? Uma menina, foi um sonho ou o desejo por um filho era tão grande que o sexo não interessava, queriam era ter alguém para amarem como filho e que vos amasse como pais...


Patricia: a opcao de adotar foi porque fiz muitos tratamentos, mas estava dificil! Consegui engravidar com 39 anos, mas infelizmente perdi quando estava com 3 meses de gestacao. Sempre tivemos mesmo a ideia de ter um filho (ou filha) e adotar uma (ou um). Queriamos ter filho biologico sim. Na verdade, uma menina era o sonho de meu marido. Para mim nao fazia diferenca menino ou menina, mas na verdade ser menina foi uma coincidencia. Mas o mais engracado eh que com o passar do tempo, a gente esquece que adotou. Quando a minha filha tinha 2 aninhos, ela teve uma especie de bronquite. E eu a levei na medica. A medica perguntou: "Voce tem caso de bronquite na familia?" E eu disse, sem pensar: "Sim, eu tive quando adolescente". Meu marido olhou para mim e disse: "Mary...." Ai eu percebi que nao tinha nada uma coisa que ver com a outra, se ela nao nasceu de dentro de mim. (risos). A ligacao eh muito forte!



CASA DO ZE CARLOS, MENINA DO RIO, BANDEIRAS


Vc está há muitos anos nos EEUU, mas se puder, tem vontade de voltar a morar no Brasil, neste Brasil de hoje, que é tão diferente daquele que vc deixou?


Essa eh uma pergunta meio dificil de responder. Dificil e facil. Mas complicada. (risos). Ja estou nos EUA ha 20 anos... Aqui dentro de mim, eu sou brasileira da gema... Quando fui para o Brasil o ano passado, por tres semanas, eu senti uma alegria tao grande e diferente do que sinto aqui! Eu andava pelas ruas, misturava-me com o meu povo... nao pensava para falar, adorava andar de onibus, nas calcadas, entrar nas lojas, esbarrar em pessoas...rir muito alto, puxar conversa,ser eu mesma.
O que sinto aqui, eh que eu nao sou eu mesma. Da para entender? Bem que eu tentei! Vivemos dentro de um contexto americano, uma cultura diferente, onde a espontaneidade nao eh muito normal. O americano foi criado aprendendo a esconder seus sentimentos (tambem nao estou generalizando, existem as excecoes – raras). No Brasil, eu me sinto eu mesma, na minha pura essencia. Tanto que quando voltei o ano passado eu me senti muito depressiva! Olhava para tudo e pensava: “O que estou fazendo aqui?” Mas dentro de mim eu nao sei se quero voltar. Voltar seria quebrar algo dentro de mim que criei aqui. E principalmente os lacos com minha filha. Porque ela jamais moraria no Brasil, ja que foi criada aqui desde bebezinho, e eh uma americana nata.
Sinto algumas frustracoes, por exemplo...quando vou para o Brasil e vejo meus sobrinhos Cibele e Gabriel – eh como se eu os tivesse visto ontem! O carinho, a distancia que nao fez a menor diferenca... Mas aqui nao eh assim. A distancia faz uma diferenca...
Enfim...nao sei se compliquei na resposta...dentro de mim, eu gostaria muito de voltar, no entanto sinto que esse tempo aqui me enraizou e a raiz principal eh a minha filha.


WILMA


Ah...vamos lá. Tenho a impressão que aí onde vc mora, as horas são mais fartas: vc escreve, fotografa, ler, trabalha...Diga pra mim em que tarefa ou rotina do dia você gasta a maior parte do seu tempo? Você dorme muito ou pouco? O "tempo" é suficiente ou vc vive buscando-o todo o tempo, rsrsrsrs? Como é sua relação com o "tempo"?




O tempo... Nao sei, sao? Acho que eu sempre fiz a hora acontecer, onde estou. Sou uma pessoa muito ativa, energetica, estou fazendo uma coisa ja pensando em outra... (tambem dizem ser do meu signo (geminiana). Serah? Mas nao fico parada um segundo...estou sempre inventando coisas novas para fazer. No momento estou trabalhando tres vezes por semana, meio periodo (e estou procurando por um emprego das 8 as 5, que eh o que gosto). Mas a competicao esta muito cerrada! Entao o que gasto mais tempo ultimamente eh procurando emprego (risos). Atualizando o Curriculum, fazendo entrevistas. Trabalho de manha, e quando chego em casa gosto de arrumar uma coisa ou outra, de pensar: “o que vou fazer hoje par ao jantar?” de arrumar as roupas, de ver os filmes que poderemos assistir a noite na TV, todos os dias ando aproximadamente 8km com meu radinho no ouvido e minha maquina digital na mao. Perco tempo separando fotografias, entrando no quarto da minha filha relembrando momentos.
Eu durmo pouco. Muito pouco. Alias, detesto dormir! Acho um tremendo disperdicio de tempo! Gosto da noite, amo a noite, e quando nao tenho que trabalhar durmo tarde, fico escrevendo, ou lendo, ou assistindo TV. Muitas vezes acordo a noite e fico pensando na cama (risos). E tenho vontade de levantar...
O tempo para mim Wilma NUNCA eh suficiente, vivo buscando mais tempo, correndo atras dele, querendo tirar mais umas horinhas dessas 24 horas (risos).. Tenho tantos planos, tanta vontade de fazer as coisas, tudo ao mesmo tempo. Entao como sei que sou assim, quando acordo eu ja esquematizo o que quero fazer aquele dia, nao propriamente com horarios, mas me determino algo a cumprir. E tento cumprir o que me proponho.


CELYLUA


Como aconteceu a vontade de escrever, ou seja, foi através de que e porque você começou a sentir a necessidade de descrever o teu pensar publicamente?


A minha vontade de escrever vem desde adolescente. Quando eu tinha meus 10/11 anos lembro que eu viajava de onibus de Jundiai para Ubatuba onde morava (meus avos moravam em Jundiai) e eu sempre levava um papelzinho e uma caneta e escrevia palavras, sentencas...qualquer coisa e gostava muito de desenhar. Quando me tornei adolescente e brotou aquele sentimento do amor dentro de mim, eu comecei a escrever poesias para meus namorados. E tenho dois cadernos cheios delas, com indice. Poesias tao bobinhas, tao inocentes (algumas eu as transformei agora acrescentando outros sentimentos). Mas escrever para mim eh uma necessidade constante. E na minha familia todos gostam de escrever: meus irmaos que tambem sao poetas, meu avo que era jornalista.

Quanto a divulga-los publicamente, foi uma vontade natural que surgiu, diante de tantas coisas que eu havia escrito. E gosto muito dessa integracao com pessoas que leem meus escritos, gosto de conhecer pessoas, e me relacionar.
Primeiro criei meu website: COM SABOR DE SAUDADE.
Um site mais familiar, onde coloquei minhas poesias, escritos, familia, amigos, etc...
Depois esse Blog, que nasceu das maos do meu amigo Ze Carlos , que praticamente criou para mim, e foi me ensinando como lidar com ele. A voce Ze, aquele meu abraco e beijo especial, voce sempre eh esse Anjo que me ajuda sempre na hora que preciso.


PARADOXOS (EDU)


1) se a vida fosse um livro que título lhe darias?
2) qual foi o dia mais marcante da tua vida?
3) se antes de nascer pudessemos escolher a data de nascimento, qual seria a tua? e porquê?
4) quais são, na tua opinião, as "coisas" negativas da blogosfera?
5) quando vens a Portugal beber um café com o paradoxos?
6) :-) - acreditas na amizade à primeira vista?



1) O nome do livro seria: "MONTANHA RUSSA DO CORAÇÃO". Resolvi torna-lo o titulo do meu post de hoje, em sua homenagem, meu querido, porque eu te adoro! (ja vi que voce postou e nao vejo a hora de "triler" [rs] ).

2)Poderia citar dois dias mais marcantes na minha vida. O primeiro foi quando adotei minha filha. Foi muito forte a sensacao de pega-la embrulhadinha naquele cobertorzinho azul. Puxar o cobertor e ve-la dormindo, com aquele monte de cabelinho preto. Foi uma emocao muito forte!

E o outro momento marcante foi o dia que descemos com nossas malas na calcada de nosso apartamento em Sao Paulo, esperando pelo taxi que nos levaria ao Aeroporto para mudarmos para os EUA. Uma solidao tao grande, uma sensacao de abandono, aquela calcada cheia de malas esperando pelos dois taxis, eu com minha filha no colo, entramos em dois taxis separados, e eu chorei ate o Aeroporto. Depois entrar no aviao, e quando ele subiu, deixei para tras uma vida. Foi muito forte.

3)Olha...dificil responder isso meu amigo, quando ja estamos ligados por um sentimento pela data do nosso nascimento de agora. E eu sou especialmente ligada a essa data porque meu marido e eu nascemos no mesmo dia, mes e ano. Entao esse dia tem um significado especial para mim. Nascemos em lugares completamente distantes, e fomos nos encontrar...e vimos o mundo no mesmo dia. Entao eu escolheria esse mesmo dia. Nao poderia imaginar outra data para mim nesse momento.

4)As coisas negativas da blogosfera... realmente nao vejo nada negativo nesse mundo, que nao veja no nosso mundo real. Pessoas que se disfarcam, que muitas vezes se classificam como anonimos para ofender...mas tudo isso nao acontece na vida real? Disfarcam, atacam e ate matam. A unica coisa que nao gosto sao pessoas que passam pelo seu blog, mas nao leem, e escrevem qualquer comentario. Eu gosto demais de ler cada blog que vou (tenham certeza que quando voces veem meu nome no Comentario do seu blog, eu realmente li o que voces escreveram). Gosto de comentar de um modo especial cada coisa que leio, analisar, e sentir. Muitas vezes eu vou e nao comento porque estou com pressa. Volto, e comento quando eu posso realmente dizer aquilo que vai no meu coracao. Eu adoro olhar na minha lista, e ver quem publicou, e vou ler com aquela sede de aprender, de conhecer um pouco do sentimento de cada um, e cada um com uma personalidade tao propria! Ja fiz muitos amigos, conheci muitas almas, e me sinto muito rica.

5)Ahhhh meu amigo, ja pensou? Nos dois tomando cafe, com um papel na mao, compondo a quatro maos um texto? Eu amaria! Amaria conhece-lo um dia porque voce eh uma pessoa fantastica! Quem sabe nao eh mesmo? Nada nesse mundo eh impossivel! (eu ainda continuo insistindo nesse texto a quatro maos!).

6) Se acredito em amizade a primeira vista?? (risos). Sim, meu querido, a nossa foi, nao foi? Alias, de primeirissima vista. Acredito em tudo a primeira vista...porque os sentimentos sao sempre os que gritam de uma forma natural.


REVIVER EM VERSOS


Como você trabalha teu interior não só para amar a vida desta forma plena (pois você dá valor à ela como muito poucos), mas curtir todos os momentos, todos os segundos, sem deixar que os problemas te desencantem ou te esmoreçam....
Acho você luminosa Mary!!! Saiba que muitas mudanças neste sentido de otimismo, de valorizar todas as coisas boas, eu venho promovendo em mim, me espelhando em você!!



Minha querida! Amo mesmo a vida de uma forma plena. Mas tudo vem de um modo muito natural para mim. Minha mae sempre me falava que eu fui a que nasci mais rapido (nasci em casa) e que sempre fui uma crianca calma. Ela me colocava no bercinho, e passava alguem, eu levantava os dois bracos, ninguem me pegava e eu sentava ! (tadinha de mim! Risos). Hoje eu penso que talvez eu pensasse assim: “Nao faz mal, o proximo pega”...rsrsrs Mas sabe, eu me classifico como uma pessoa de sentimentos instintivos, e eu tenho uma sede muito grande de viver! Os problemas me desencantam sim... e me esmorecem sim! O que faco, eh tentar esquece-los, e fazer o jogo do contente, como: “Ah, isso aconteceu, mas eu tenho isso!”. “Ah, poderia ser pior”... O Roque e eu somos dois opostos. Ele nao eh pessimista, mas esta sempre com planos estrategicos para evitar a “guerra”, e eu sempre estou andando com aquela cara de desligada, meio besta (risos) jogando flores... (pensando bem, acho que essa eh a razao da nossa felicidade ). Sou otimista sim, e me recuso em acreditar em coisas ruins. Estou sempre lutando contra elas. E valorizar, eu valorizo muito tudo que tenho. Porque acho que tenho muito. Mas nao pense que sou santa nao, minha querida! Tenho meus momentos muito pra baixo...la no fundao mesmo... Mas acho que mostro mais o lado positivo de mim. Nao se espelhe muito em mim nao, viu querida? Risos...Eu na verdade sou fascinada por essa tremenda força que voce tem na alma!



CRISBORO


O que te impulsionou a ir embora? Falava ingles quando foi ou aprendeu aí? Voces dois já tinham emprego certo ou foram com a cara e coragem?


Na verdade Cris, meu marido desde que o conheci, ele falava que o sonho dele era morar nos EUA. Quando o conheci, ele era Professor de Ingles, e trabalhava com americanos na Kodak. Mas na verdade, isso surgiu de repente. Na epoca ele trabalhava em Sao Paulo, numa Empresa que fazia parte da G.T.E. chamada Valenite. Ele trabalhou nessa empresa cinco anos, e eu trabalhava na Bristol Myers Squibb. Um dia ele me liga, na hora do almoco, e diz: “Fui transferido para os EUA!”. Eu comecei a chorar na minha sala... Senti uma coisa tao estranha dentro de mim. Eu nao queria sair do Brasil, e naquele momento eu senti muito medo.
Viemos entao em outubro de 1990. Eu sempre fui Secretaria Bilingue, mas falar Ingles? Hahaha Eu pensei que falava! Quando pisei aqui, eu ficava com aquela carinha de boba, dizendo: “hah?” “huh?” Percebi que eu so sabia falar I love you... (isso tambem eh exagero...hahaha).
O que me ajudou muito a melhorar a lingua, foi assistir televisao. Como eu nao podia trabalhar no comeco (nao tinha o green card e soh meu marido tinha visto de trabalho) eu ficava em casa com minha filha que na epoca tinha 1 aninho. Entao eu assistia novela, programas de TV, com caderno na mao. Anotava todas as expressoes que eu nao sabia. Procurava no dicionario. Depois, entrei no curso que eles ensinam Ingles para estrangeiros (ESL – English as a Second Language). E realmente foi maravilhoso, pois conheci muitas pessoas com a mesma dificuldade. Pedi para a professora dar um tema para que eu escrevesse todos os dias. Comprei um caderno e comecei a fazer redacoes. Dava para ela e ela me devolvia com as correcoes. Era um entrosamento maravilhoso entre eu e ela e acabamos ficando amigas muito proximas.
Assistia tambem novelas, onde pude aprender um pouco a cultura, por exemplo: como se comemora Thanksgiving, Natal, como era um Funeral, essas coisas.
Hoje, depois de 20 anos, eu falo fluente (logico!), mas...tenho um sotaque muito forte, e quando comeco a falar, ja perguntam: “De onde voce eh?”.
PS: Minha amiga, voce nao tem Blog, nao eh? Mas deixei seu nome em azulzinho como os outros.

REBECA E JOTA CE



O sexo depois de 29 anos de casada melhora em que sentido?


Olha, nao sei a idade de voces, mas acho que devem ser bem jovenzinhos, nao eh? (risos)

Depois de viver juntos tanto tempo, repartir tantas coisas da alma, do dia a dia, dos filhos, da casa, do dinheiro, da vida... viagens, alegrias, momentos de tristeza, decepcoes, companheirismo, do “estar ali sempre um para o outro”, “confiar plenamente”, liberdade total e irrestrita como ser humano... o sexo...

O sexo se torna muito especial, mas simplesmente diferente. Nao espere que depois desse tempo seja aquele sexo selvagem (risos). Quando voce eh jovem, tudo eh tao diferente, seu metabolismo, sua disposicao, a cabeca menos cheia de problemas, enfim, uma serie de coisas que voces sabem.

O que posso dizer eh que depois de 29 anos aquela pessoa que tira a sua roupa nao ve as marcas do tempo e a enxerga bonita como era. Voce ainda olha para ele como se ele fosse o Robert DeNiro. O sentimento eh calmo, maduro, certo, direcionado, mas nao deixa de ser emocionante. O sexo nos primeiros tempos eh loucura. Depois de 29 anos, eh amor e ternura. Mas sem nunca perder a sensualidade ou as diversas formas de se criar um momento. Apenas de uma forma diferente e nao tao frequente como antes.




Quero agradecer a todos que nao perguntaram, mas deixaram (e deixam sempre) palavras de ternura no meu Blog.
Obrigada por esse momento. Foi gostoso voltar ao passado, e entrar dentro de mim mesma para deixar esses meus pensamentos aqui para voces.

Dessa vez nao acentuei nada. Mas acredito que voces poderao entender!

Uma FELIZ PASCOA A TODOS!




Um beijo com carinho!

Mary Fioratti

20 comentários:

Genaura Tormin disse...

Mary!!!
senti-me em sua casa, em sua vida!
Uma excursão ao seu interior tão bonito! Adorei as respostas, tão bem alicerçadas e sinceras. Uma vida! As emoções postas num prato desde a notícia da transferência de residência até a maturidade do sexo. Eu também acho isso. Tudo torna-se melhor, mais consciente, mais terno, como o passar dos anos. Afinal, uma existência de companheirismo e enfrentamento de tantas batalhas.
A adolescência é assim mesmo. Tenho 4 filhos! Com o tempo cada um segue a sua estrada. Na verdade, a gente cria para o mundo. E como vc disse, isso independe se é filho do coração ou não. As mães são iguais.
Adorei tudo que vc falou. Há muita identificação entre nós.
Quantas pessoas dizem que leram meus livros, tecem elogios esparsos que, demonstram que não leram nem a orelha. Às vezes, trocam até o nome. Isso é normal, mas doi.
Filhota, estou tamando conta do seu blog! Risos.
Beijo grandão viu!

Lainha disse...

Amiga querida!!
O que mais posso perguntar?! Rsrsrs
Acho que já soube muito de vc e adorei essa idéia...Vou pensar uma pergunta diferente pra te fazer.

Feliz Páscoa querida!!!
Beijãooo :)

Lainha

Zé Carlos disse...

Menina querida, muito boa sua explanação... mesmo conhecendo vc e sua história é bom saber detalhes.

Uma Feliz Páscoa querida para ti, para o Roque e para a Patti.

Beijão do Zé Carlos

CrisBoro disse...

Oi lindona
Estávamos nós sentadas num café e eu ouvi atenta e entusiasticamente sua história. É assim que me senti. Já a admirava, sob o olhar do Zé e agora estou apaixonada por voce minha amiga (acho que já posso chamá-la assim né? - diz que simmmmmmmmm). Temos muitas coisas em comum. Esse nao é o motivo da admiração, apenas ajuda a compreender melhor tudo o que já passou.
I love you de montão...rsrsrs
Beijos lindona e feliz Páscoa a voce e família.

Patricia disse...

Mary não vim a tempo de fazer perguntas, mas li todas as suas respostas com muita atenção... mas mesmo assim faço mais uma perguntinha... a opção de adoptar... porque não podem ou porque não queriam ter filhos biológicos? Uma menina, foi um sonho ou o desejo por um filho era tão grande que o sexo não interessava, queriam era ter alguém para amarem como filho e que vos amasse como pais...

Bem, depois disto deixo-te votos de uma Boa Páscoa :)

beijos

Poemas e Cotidiano disse...

Patricia querida: Ja inclui a resposta no Post. Assim como todos que quiserem perguntar alguma coisa, irei incluindo.

Um beijo querida!
MARY

elvira carvalho disse...

Casada com o mesmo homem há 29 anos. Eu sou casada com o mesmo homem há 42. Engraçado o facto de ter uma filha adoptada com 19 anos. O meu único filho faz 29 anos em Junho e foi aoptado com 15 dias de vida.

Desejo-lhe uma Páscoa Feliz, com muita Luz e muito Amor que irradiem por todos os dias da sua vida.
Um abraço

BANDEIRAS disse...

QUERIDA AMIGA MARY :
PASSANDO PARA RETRIBUIR A VISITA E TE DESEJAR UMA BOA PÁSCOA.

BJS C/ SABOR DE CHOCOLATE.

Wilma disse...

Mary você realmente é fantástica quando escreve!!! adorei a resposta a minha pergunta e concordo mesmo que dormir é perder tempo, só durmo por necessidade e pouco, mas nem assim consigo cumprir o que tanto preciso: caminhar oito quilômetros diários, admirei a sua disciplina. Quanto a filhos adolescentes você tem mesmo razão, e está bem informada do assunto - "época de desamor aos pais" e desvalorização das coisas simples da vida, eu também vejo assim. Vejo muitos pais de filhos biológicos ficarem perplexos com a personalidade de seus filhos, portanto, adotivos ou não, ainda que muito bem cuidado, corre-se este risco. Bem, adorei todas as respostas e pude constatar que você é especial e escreve bem "pacas" e vi que neta de jornalistas e com irmãos poetas, não sei como ainda não ganha muiiito dinheiro com esse talento, aqui no Brasil por menos estão escrevendo livros e livros.
Parabéns e Feliz Páscoa!!!

Anônimo disse...

Uma mulher cheia de vida.
http://querosereu.blogspot.com/

mateo disse...

Como sempre... muito "lavada" nas respostas!
Gostei pela tua sinceridade... Mas já estou habituado.
Beijo, Mary!

M. Nilza disse...

Olá!!

Amei as respostas, demonstram be o que vc é!! essa pessoa belíssima de todos os ãngulos.

Passando tbm para desejar uma páscoa de paz para vc e todos a quem vc ama.

Beijos

Pena disse...

Doce Amiga:
Tem um carácter admirável. Fabuloso numa pessoa perfeita.
Faz parte dos meus sonhos conhecer a cultura e o ambiente fascinante do povo americano.
Visitar Nova Yorque. Conhecer a Brodway, Manhatan, assistir aos eventos artisticos de grande nomeada.
A civilização, o urbanismo e o pensamento avançado e apurado dos Americanos fascinam-me.
Um País onde tudo acontece.
Perfeita Amiga:
A Paz exige dedicação, atenção e todo o bem-estar que lhe desejo.
O Amor está presente em si. Em tudo o que refere. Em tudo o que sente, pois, sem ele, anular-se-ia decisivamente.
Um Post original a que deu viva voz.
Uma atitude benfazeja de harmonioso sentir doce e tranquilidade admirável que são os seus adjectivos existenciais.
Adorei. Bem-Haja!
Beijinhos amigos de respeito

pena

Feliz atitude em tempo de compreensão, adoração e felicidade que lhe expresso dever viver em si com profundo sentimento e emoção.
Excelente, amiguinha!

FELIZ PÁSCOA junto de quem ama.

Voodoo disse...

Querida amiga, bom dia.

Que post maravilhoso, todo mundo
resolveu participar, muito bom sua
disposição de abrir esta oportunidade.
Você parace um pouco com a Bandeiras, vive querendo passar acordada as 24 hs do dia, eu já
adoro dormir, e muitooooooooo.
Feliz Pascoa.
bjs

Sonia Schmorantz disse...

Que esta nova semana te reserve boas e felizes surpresas.
beijo

Retalhos de Amor disse...

Feliz em poder estar aqui
e te saber ainda mais que
já sei!!!
Menina Ternura...
Amo este teu jeito de ser
sincera e verdadeira, livro
aberto da alma que sempre
me fascina, Menina que admiro
E Amo!!!

Beijo procê, viu...
No coração!!!
Iza

ALF disse...

Tão bom saber mais coisas desse anjo que tu és Mary.

saudades viu...

Beijos

ParadoXos disse...

"A MONTANHA RUSSA DO
CORAÇÃO"

amada Mary,
muito grato estou pela homenagem por ti feita!!! é tal o impacto em mim que as palavras me fogem pra comentar... tão grande e elevado gesto de estima e carinho... e amor feito de amizade!! grato estou - sim - mas fica a saber que é atitudes como a tua que me fazem caminhar... continuando... aqui e por aqui...
Mary, na verdade, és pra mim um incentivo, um estímulo, alguém que me empurra pra frente mesmo à distancia... eu sinto amiga!!!
fiquei com os olhos e o coração deslumbrados ao ler este magnifico documento de vida... (confesso, já estava curioso pra saber as respostas)

"A MONTANHA RUSSA DO
CORAÇÃO"

é, de facto, a vida é uma imensa montanha russa que o coração alimenta.

gostei!!!! desde o título até à ultima palavra - este é um post extraordinário e de grande coragem... a coragem de nos mostrarmos tal como realmente somos... por dentro e por fora...


- cada vez mais adoro esta nossa amizade à primeira visita - sempre presente - apesar das minhas ausências...

deu pra conhecer melhor o teu mundo interior e chegar mais perto de ti!!

AMO-TE COM A MINHA MAIS PROFUNDA AMIZADE - tenho dito e repito, Mary!!



és pessoa que me inspira!!
o teu blog é minha casa e este post é a chave do teu mundo!!



sem palavras... de tão surpreendente!!



beijão em ti, pra nós.

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Mary, Amada...
como recém estou voltando, não entrei na "fila dos perguntadores",mas é o de menos, pois tudo que li, especialmente tuas respostas, fizeram -e fez de fato- reafirmar em mim toda a dimensão e admiração imensa que sempre tive por ti. Em verdade, por tudo, mas se fosse pouco, apenas uma coisa já seria o suficiente: tua capacidade de um amor materno maior: aquele que ama, gera, pari e continua amando antes e sempre pelo coração, independente do volume de um ventre...parabéns, amiga, és uma Mãe de Verdade, como, às vezes, algumas biológicas nem conseguem ser.
Amor e beijos, amiga.
Veronica-Noic@

Um amor prá recordar... disse...

Querida Mary,

Te conheci através do Zé Carlos, e acabei me identificando, tbm tenho uma filha do coração. A adotei com 4 meses, mas só me lembro que ela não nasceu de mim, quando preciso me lembrar dos antecedentes familiares no pediatra.
Amei a sua entrevista, li com carinho, parabéns, que bom poder estar por aqui!!!!