17 janeiro 2010



MINHA SEMENTE




a vida me deu experiências
que não tem preco
ensinou-me a ter paciência
(embora ainda muito falte!)
a acreditar que existe sempre um começo
a suportar a ausência
a cada sofrimento, a cada lágrima
meu espírito tornou-se forte
e já não se verga
com o vento forte
ou com a palavra rude
ja não sinto aquele apelo imediatista
de responder a uma pergunta
pelo simples fato de querer vencer
ou provar minha opinião
quando me fazem a pergunta
tento enxergá-la pela visão do outro
e não pelos meus olhos
sigo na vida
sem distribuir cartas
sem comprar o bagaço da mesa
sem esconder atitudes
não jogo (nem bebo ou fumo)
mas nao julgo aqueles que o fazem
apenas depois de meio século vivido
tento sentir com intensidade
todos os meus momentos
e na terras molhadas das diversas cabeças
tento semear meus pensamentos mais bonitos
se eles dão flores de vivas cores
é porque encontraram uma terra fértil
que de mim necessitava
(fico feliz...por fazer alguém feliz!)
quando é assim, ergo minha cabeça
olho diretamente na vitrine do rosto do outro
perco-me no túnel dos olhos
toco o rosto com minhas mãos
num gesto suave
e tento enxergar a alma
mas se sinto a inconveniência
no momento em que falo
recolho-me humilde
no castelo de meus sonhos
e me calo


Mary Fioratti

14 comentários:

Silvana Nunes .'. disse...

Bela poesia.
Saudações Florestais !

Dora Regina disse...

Querida, nada a declarar!
Leio, agradeço e aplaudo!
Um abraço, fique com Deus.

BANDEIRAS disse...

Querida amiga linda ,

O que é a vida se não um aprendizado eterno ?
Ainda sinto que preciso aprender tanto...há tanta coisa que preciso colocar em prática na minha vida. A questão da paciencia é uma delas, preciso aprnder a perdoar mais, a ouvir mais do que falar, a sorrir mais, a compreender mais e principalmente, a ser mais generosa comigo mesma.
Mas creio que só em já ter essa consciencia de que é preciso mudar e aprender, isso já nos leva a uma condição mais humana e menos egoista.

Mega Beijo amada,
Saudades de ti

Ricardo Calmon disse...

SEMENTE TUA FECUNDOU LA AMISTAD!
FECUNDAS A MIM SEGUIDORA COMO???????????????????????????????????????????????????????????????

VIVA LA VIEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

Almira Almeida disse...

Mary,
Encontrei seu blog navegando pela net; que agradável surpresa pois é muito lindo.Parabéns!
Convido você a visitar o Livro & Arte e participar da promoção do meu blog que já está fazendo um aninho; é muito fácil basta deixar um comentário na postagem da promoção. Ficarei feliz com sua acolhida.
Beijos.
Almira Almeida.

DE-PROPOSITO disse...

Olá.
Desejo que a felicidade ande por aí (acredito que anda).
Felicidades.
Manuel

ALF disse...

Que poema lindo Mary.
É um jardim que você cultivou tão lindamente. Palavras semeadas com o amor do teu coração.

Sensível como sempre.

Beijos

ps: saudades de ti.
Aparece no meu blog.

ParadoXos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa Orgélio disse...

Olá Mary!
Descobri seu blog por acaso, mas o achei muito lindo!
Eu estava vendo seu livro virtual e achei MUITO lindo.
Você poderia me dizer como fez o livro? se usou algum programa ou se foi em algum site?
Fique na paz!

carpe diem disse...

lindo poema!!!!!!!!!!É sempre bom passar por aqui!!!!!!

Palavras que falam por mim disse...

Olá, antes de mais nada, parabéns pelo blog!
E por acha-lo de muito bom gosto é que o/a convido a vir conhecer a proposta do meu Blog para você.

Aguado sua visita!

Forte abraço!

Ka s2

klaus.jones disse...

Lindo poema, Mary..
lindas palavras..
tudo de bom para vc..
abraços de SP Brasil.
Will

Eduardo Barbossa disse...

Um universo fantástico o seu.
Passarei sempre por aqui.


Eduardo Barbossa
eduardobarbossa.blogspot.com

OS: Quando tiver um tempo conheça o meu espaço.

Daniel Fernandes disse...

Parabéns polo seu blog.