25 agosto 2010




MOMENTOS DA VIDA




Quantos sentimentos temos imprimidos em nosso cérebro Quantas lembranças, quantos momentos, quantas aflições gravadas que ali ficaram e que hoje viram o empecilho para muitas coisas que queremos.

Lembranças de infância, de momentos que foram insuportáveis
Ou daquelas manhas perfeitas, que o mundo poderia acabar naquele instante. O relógio que gostaríamos que congelasse no tempo. Ou que passasse muito depressa para não registrar algumas situações.

Guardamos tantas coisas dentro de nós! Não sei como um ser humano consegue armazenar tanta coisa num cérebro. E como as vezes acontecimentos podem ser tão marcantes que nos deixam paralisados para diversas situações em nossa vida.

Deveríamos ter um botãozinho no cérebro que pudéssemos apertar e apagar aquelas lembranças tormentosas que nos perseguem a vida inteira.

E um botãozinho que pudesse injetar todas as boas lembranças fazendo o sangue correr mais depressa, os olhos brilharem, e o corpo ser envolvido com aquela endorfina misturada com adrenalina.

Existem certos momentos na vida, que a descrição mais real deles seria "um tapa na cara".
Aquele tapa que anestesia o rosto e que é como se fosse uma facada na alma. Um minuto apenas que nos arranca do chão, e nos faz completamente absortos da realidade.

Então vem aqueles momentos que seguem de incredulidade. Depois, vem os momentos em que a realidade cai como um manto. Essa realidade parece até a melhor roupa que já compramos. Vem com o numero certo, molda-se no corpo, não deixa nenhuma beiradinha de sonho, nem uma pontinha de duvida.

A principio vem o pânico Olhamos para diversos caminhos sem saber o qual tomar. Ficamos a analisar a situação vendo-a em diversos jeitos diferentes. Pensamos, repensamos. E o pior é a hora de dormir, quando deitamos a cabeça no travesseiro e os pensamentos vêem como uma cachoeira, sem interrupções. E viramos de um lado, e de outro, querendo pensar em outra coisa.

Nos sentimos no meio de um oceano, sem horizonte, sem terra a vista, dando braçadas na agua, tentando alcançar não sei o que.

Em qualquer situação da vida, podemos escolher em ser positivos ou negativos em relação a ela. E a melhor coisa, todos sabemos, e estarmos focados na parte positiva que muitas vezes é difícil de emergir.

Como é estressante lidar com as emoções. Temos respostas emocionais de raiva, solidão, desapontamento, pena, há tantos sentimentos que aparecem e que achamos tão dificeis de se lidar com eles.

Temos que tomar cuidado para que a situação não mude nada estrategicamente dentro de nós, pois sabemos que todas as situações difíceis nos ajudam a crescer como pessoas e nao podem nos destruir.

A nossa vida é cheia de desafios. Durante nossa vida inteira enfrentamos tantos e tantos pedacos e situacoes dificeis, e sabemos serem inevitaveis na parte da vida de cada um.

Os problemas sao sinais de que algumas mudancas precisam ser feitas. Temos que fazer o possivel para enxerga-los em sua neutralidade. E a principal coisa a fazer (a mais dificil para mim!) é controlar as emocoes e pegar com o “inner” o contexto da situacao.
Tentar seguir sendo guiados pelas nossas intuicoes e experiencias.

A parte mais dificil é reconheçer o problema. Não adianta querer enganar a nós mesmos e pintar de colorido o que nao é.

E embora marcas profundas fiquem, aprendi que tudo passa, embora a alma fique ainda meio entontecida, os sentidos ainda adormecidos.



Mary Fioratti








Em ti Senhor, eu deposito as minhas esperanças,
mas lhe peço que isso não me torne um conformado,
por isso, arregaço as mangas e vou à luta,
segurando em mãos poderosas, invisíveis,
mas firmes o bastante para me sustentar!

Em ti Senhor eu confio e me entrego,
mas te peço que não me falte forças
diante das dificuldades que eu sei que virão.
Mesmo agora, diante dos tropeços,
apenas me sustente, me ajude a levantar.
De pé e com a sua mão sou mais forte,
sou capaz de ver o mundo com outra cor.

Salmos 91:1









10 comentários:

PRECIOSA disse...

Todos momentos de nossa vida, são marcados por felicidade, tristesas,
risos ou lágrimas... tudo é valido!
Mas a marca que não s apaga e nem se compara é a FÉ...
Com ela podemos virar qualquer jogo,
E ganhar esperanças para viver melhor....
Abraços carinhoso
Preciosa Maria

Adolfo Payés disse...

Tanto tiempo sin visitarte después de una larga ausencia.. de nuevo por tu blog..

Siempre es un inmenso placer leerte..


Un abrazo
Saludos fraternos...

Que tengas un bello día...

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Mary,

Existem momentos que doem tanto, mas tanto, que seria bom demais encontrar dentro de nós esse botãozinho. Essa dor que sentimos por causa dos anos e seus acontecimentos, geralmente são tão doloridas que fica difícil até de respirar. Aí paramos, vivemos aquela dor, e seguimos em frente mais felizes por ter conseguido ultrapassar mais uma vez o medo. Hoje em dia, pra mim, a realidade do dia anda mais branda, o passado foi muito dolorido pra mim, principalmente depois de ter que enfrentar a vida com mais coragem. Certos problemas deveriam ser driblados com mais serenidade, acho que isso vai de cada um achar esse equilibrio logo ou não. No decorrer da minha vida tive que passar por algumas provações, Deus quis me mostrar que fazemos os nossos planos, mas esquecemos que Ele tem os planos dele, então nessas horas temos que ir conforme a música tocada do criador. O negócio é confiar na palavra, segurar firme na certeza que nos espera, até porque nessa vida o efêmero tem que ser combatido com o eterno.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Anita disse...

O passado já lá vai mas é sempre importante para o futuro e vive sempre connosco...a vida é mesmo assim!

Lembranças e recordações sempre vivem connosco, mesmo que não queiramos!

Deixo um beijinho grande, espero que estejas bem amiga*

ParadoXos disse...

estas tuas palavras são como um espelho, confesso!

um beijo de amizade e estima!


Hedu

Zé Carlos disse...

Menina querida, vc sabe o quanto eu peço a Deus por vc.... e o quanto Ele vai te dar, gratuitamente.

Seja feliz e quando puder, me escreva.....

Bjs do ZC

Kafé Roceiro disse...

Oi Lindona,

Pode me xingar, eu mereço. Eu sumi,desapareci do mapa. Mas meus amigos continuam aqui do lado esquerdo do peito.
Você é especial, você sabe.
Saudades do Kafé.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Mary, coisa que não tem rédea é a tal da emoção. Se a gente cria a danada solta, não tem acordo que minimize a hora em que tudo explode. É nesse momento que temos que ser gente grande.

até mais.

Jota Cê

Zé Carlos disse...

Saudades garotinha querida.

A sua cidade, Marília, morre de saudades de ti e nós juntos.

Venha logo para dar um jeito nesta danada!!!!!!

Beijão do teu amigo, ZC

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Mari,

Você pode tudo lá no blog, viu? Só que ando meio triste, estamos brigando demais. Ainda bem que sábado vamos viajar e matar essa saudade que anda amolando nosso saco.

Olha, vou te fazer um pedido mas fique à vontade pra aceitar, viu? Gostaria de mandar um presente pra ti, então se aceitar, manda um email pra mim?

Beijo imenso, menina linda do meu coração.

Rebeca


-