28 agosto 2007


PEDAÇOS DE MIM




O tempo vai passando e corre de uma forma absoluta. Quando percebemos, aquela flor nasceu, aquele menino cresceu, aquele momento se foi.

Penso que talvez seja por isso que eu queira fotografar tanto! Para que os momentos sejam eternos e fiquem estampados em algum lugar, alem da memoria.

Certas dores que temos sao insuportaveis. E quando passamos por elas, a unica coisa que conseguimos pensar eh que elas passaram, mas dentro de nos ficou uma cicatriz eterna.

As vezes me sinto como Alberto Caieiros, cheia de duvidas, e essas duvidas me colocam em sincronia com a vida e o mundo.

Tem um trecho de uma das poesias de Caieiros assim:

=========
Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
=========

Lembro-me que na Faculdade eu lia muitas vezes essa poesia inteira, mas parava nesse trecho pensando quanta verdade existia nele.

Sinto-me indo pela vida com minha bagagem, (as vezes leve, outras vezes pesada). Trocando de almas, mudando, estranhando-me, e sempre inacabada.

Alias, lembrando da Faculdade agora, me deu saudade quando eu sentava fora da Faculdade, com meu amigo Luciano (amigos inseparaveis) e ficavamos a declamar Fernando Pessoa, e a discutir seus heteronimos. Ele gostava de Ricardo Reis, que era um expectador do mundo, que nao se envolvia muito sentimentalmente com nada. E eu, como sempre fui uma sentimental de "carteirinha", ficava a discutir com ele os defeitos de Ricardo Reis...risos... Saudade de voce meu amigo Luciano....

Uma coisa "sinequanon" para mim sao meus amigos. Atraves deles eu me encontro, como se fosse um ponto de partida. Sao responsaveis pelas minhas mudancas, e pelos meus projetos inacabados. Eles me dao forcas para passar por momentos dificeis, e tambem estao comigo para celebrar minha felicidade.

Aqui vai uma foto tirada este fim de semana quando fomos na Universidade de minha filha em Toledo, e almocamos com um casal especialissimo. Pessoas como essas sao como agulhas em palheiro.
Pessoas que tem um coracao vivo batendo dentro do peito. Que pensam nas pessoas, e se preocupam com elas. Que se interessam realmente pelo que vai dentro de voce.



Todos os dias agradeco aos meus amigos. Rezo por eles. Peco que Deus os proteja, porque eles sao parte de minha vida, e atraves deles eu me descubro.

Sempre quando vou ao trabalho, vou dirigindo e conversando com Deus. Com ele eu discuto, argumento, peco perdao, agradeco.

Um dia desses uma amiga me disse: "Eu vi voce dirigindo e parecia que estava conversando com alguem no carro, mas nao vi ninguem ao seu lado".
Eu disse: "Havia sim. Eu estava conversando com Deus".
Ela virou e disse: "Nao é a toa que eu nao vi ninguem"... (Risos).


®Mary Fioratti

PS: Essa musica tem tudo a ver comigo. "Doce ou atroz, manso ou feroz, EU...caçador de mim"....

13 comentários:

Musician disse...

Minha querida, acho que todos nós somos um pouco assim! A vida não é fácil, e um monte de sentimentos invade o nosso coração! A vida é mesmo assim...
Ficaste linda na foto, como sempre :)

Um beijo*

Beatriz Prestes disse...

Ai Mary minha amiga.......você alcança de forma incontestável a minha alma...
Tuas palavras e sentimentos vem direto, como se entrassem pela minha jugular..rsrs
Não é raro eu me localizar tantas vezes inteira dentro do que você sente. rs
Mil beijos com amor minha amiga que amo!!

Ricardo Rayol disse...

Minha querida Mary, sabe que sou seu fã né? Mas na boa, vendo a foto dos seus amigos é mehor rezar paraq ue eles tenham um excelente cardiologista...

(mea culpa, posso ajoelhar no milho, mas foi irresistivel)

Amaral disse...

Muito interessante essa poesia de Caleiros. Quanta profundidade! Quantas almas terei eu? Quantas almas terás tu em todos os níveis de consciência???...
Que força deves ter, Mary, dentro de ti. Tomara!... A falar com Ele todos os dias, com essa amizade toda, não admira!...

Nani disse...

Mary...

depois de umas férias voltei a este cantinho... e gostei tanto...

Um post que de toca, nested dias que agora passo.

Beijinhos e abraços amiga

Nani

Menina do Rio disse...

Lindo este teu pensar. A vida passa e temos que guardar dela os que ela noa deu de melhor. Momentos, amigos, amores, familia, sonhos...

beijinhos

Nilza disse...

Ol� Mary!!

Seus textos s�o admiraveis, n�o me admira a escolha do Z� Carlos que tem tanto bom gosto

Beijos
M�sica sugestiva n�?
tamb�m gosto

mixtu disse...

gostei de te "ver"

abrazo desde Tomar

Rafaela Silva Santos disse...

É Mary muitas coisas nos trazem saudades, lembro-me quando minha irmã era criança e hoje ela já é mãe...o tempo passa muito rápido.Beijuuss

©õllyß®y disse...

De facto há dores que duram pela Eternidade, e voltam...
O fisico...são muitos o Espirito sómente um...

Doce beijo

Nilson Barcelli disse...

Você tem razão, as fotografias como que páram o tempo.
Mas o tempo parece não passar por você...
Beijinhos.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkk Não se preocupe foi so pra tirar a foto, não posso beber e não gosto de cachaça kkkkkkk So gosto quando o Tuco toma ai ele ganha beijo na boca na hora, adoro beijo de pinga kkkkk Pode? Mas tem um gosto bom de mel kkkkkkkkkkkkkk beijosssssss te amodolo

Roberta

Sil disse...

Olá Mary querida
Vim lhe deixar um beijo de uma linda noite e convidá-la a vir ao meu flog apreciar uma de suas preciosidades.
Espero sua visita...
http://fotolog.terra.com.br/silporto1

Beijo no coração... Sil

PS: Milton Nascimento é perfeito e imcomparável.