23 maio 2009


ESSES VELHOS (E NOVOS) TEMPOS




Sinto saudades de muitas coisas de minha adolescência. Muitas vezes fico a lembrar de momentos tão vivos em minha lembrança, de risos, de sonhos...
Como a vida passa depressa! Essa frase eu ouvia sempre as pessoas mais velhas dizerem, e naquela época eu pensava: "Não! a vida passa muito devagar!"
Eu queria crescer, queria poder engolir o mundo. Não queria ser adolescente, queria crescer...pensava em casar, em ter filhos. Em ter minha casa (como brincar de casinha). Pensava em tantas coisas...e a vida ia correndo, e eu pensando, e eu desejando sempre mais e mais...

Lembro-me das brincadeiras dançantes Da luz negra, do dançar apertadinho. Das carícias nas costas. Naquele cheiro de colonia com cuba-libre. Daquele mistério que era abraçar uma pessoa desconhecida, e dançar, de ouvir a voz no ouvido. De repente se afastar, mesmo dançando, e olhar no rosto. E sorrir.
Como era gostoso aquele entrosamento tão natural e tão simplista de duas pessoas que nunca se viram! E as musicas nos transportavam a lugares inimagináveis.. aquele tempo não precisávamos recorrer a "telas", tínhamos imaginação de sobra. Como era bom imaginar e ver ao vivo e a cores!

Mudar de menina sensual, para moleca, subindo nos telhados, correndo pelas ruas, procurando emoção Saindo na chuva, descalça, correndo, os cabelos ensopados, o vestido grudado na pele, abrindo a boca para comer o gelinho que caia...

Pegar a bicicleta e voar pelas avenidas, subir e descer, largando a mão do guidão..

Depois voltar para casa, e virar mulher...esperando um telefonema. Como era delicioso o escutar do telefone tocar, (o de casa, não o celular) e de ouvir aquela voz do outro lado. Conversar. Marcar encontro. E ficar a imaginar, o que vestir?

Tem uma cena do filme "Falling em Love" (o meu preferido) que a Meryl Streep vai se encontrar com o Robert De Niro, e experimenta umas 10 roupas diferentes. Se olha no espelho. Tira, põe outra. Olha-se no espelho. Sorri. Mexe no cabelo. Que linda essa sedução! Seduzir-se a si mesma, para seduzir o outro.

Quero de volta aquela magia. Ficar o dia todo na piscina, vestir meu vestido branco, curtinho, soltar meus cabelos, colocar colonia "COUTORE" (rs).

De viajar de onibus somente para ir a praia. Tirar a roupa e deitar na areia quente, passar bronzeador, entrar na agua, furar as ondas, rir muito, e depois a tarde voltar, ónibus cheio, pinicando de areia...mas tão feliz!

Lembro do jogo da verdade. Era feito entre os meninos e meninas da escola.
Juntávamo-nos no recreio a noite. Era tão excitante aquele jogo! Perguntas diretas, e principalmente daquelas pessoas que nos interessávamos Algumas diretas demais:
"Você já pensou em me beijar?" E eu, com a maior cara de pau: "Sim muitas vezes"...
(risos). E um dia, no recreio, ele me puxou pelo braço, e foi me levando para perto de uma escada. E me abraçou e me beijou. Era bem melhor do que o imaginado. Fiquei noites a sonhar com aquele momento, e o modo que foi conduzido. Chamava-se Gilberto. O "Gil". Tão popular entre as meninas. Fazia musicas, cantava em conjunto. Fez ate uma musica para mim!

Passou...mas me lembro vivamente desse momento. Ele no Festival da Escola cantando e eu na plateia pensando que iria morrer de paixao!

O flertar. Como o flertar era uma moda sensual e significativa. Os olhares se encontravam a distancia com tamanha intensidade, que parecia ate um toque de pele. A gente viajava naqueles olhos, entrava no túnel deles...ficávamos presos como se estivéssemos com um laço amarrado.

Como era gostoso, no inicio do namoro, o toque das mãos...entrelaçadas, olhando nos olhos com tamanho desejo, e apertando as mãos até esbranquiçarem os nós dos dedos. Parecia um beijo dado. Mas muito mais que um beijo naquele momento. O corpo tremia. A respiração se entrecortava.
Depois o beijo vinha, o romantismo da boca roçando a face, beijando os olhos, e descendo terna e cheia de desejo para a outra boca entreaberta.

E nos bailes aquele beijo sabor cuba-libre. Os corpos grudados, misturando-se com as colonias que cheiravamos na nuca. Tudo isso complementado com aqueles olhares intensos.

Onde esta agora esse beijo? De olhos fechados? A tontura, o formigar do corpo?

Quero de volta esse tempo do sentir. Quero aproveitar cada minuto dele, ao pressentir que o hoje seria assim tão maquinalmente frio. Queria aproveitar cada segundo, beber com o olhos, tocar com as mãos. Ouvir o coração.
Não queria ser jovem hoje e ficar passando torpedinhos, falando em MSN, trocando emails. Mandando fotos pelo celular.

Queria aquela juventude onde os torpedos eram os corações que ribombavam tão alto, quando estávamos dançando abracadinhos, que o MSN eram palavras ditas cara a cara...(olhos nos olhos) e que os emails eram as mãos unidas, os abraços apertados, e os beijos molhados. Bem molhados.

Quando deixavamos a mão entrar pelos vãos de nossa roupa, sentindo aquela emocao do proibido.

Não queria ser jovem hoje.
Mas queria ser jovem outra vez, no meu tempo.

Queria rir despreocupadamente sem pensar no aquecimento global. Na destruição do mundo. Na falta da agua. Na falta de respeito com o ser humano. A corrupção, a ganância, a violência, problemas de dinheiro, da fome. Desigualdade social. Aids. Câncer

Muitas vezes reflito nesse poder da comunicação do computador. Da veracidade das palavras, das mensagens. Da responsabilidade de se dizer coisas num Blog. Do influenciar as pessoas.

Movendo o controle remoto >>>>>>> forward, não consigo enxergar como o mundo será daqui a alguns anos. Como os jovens chamarão o AMOR. Como as crianças olharão o MUNDO. Como o sexo será encarado. Onde estarão os valores, aqueles que tanto lutamos para ensinar aos nossos filhos? Eles sobreviverão?

Ou será quando nossos netos perguntarem aos pais como nasceram, eles vão responder assim, como nessa historinha que recebi da querida Crisboro:






Ou talvez, sem saber de seus sentimentos, digitarão no Google: "O que estou sentindo hoje?"


Mary Fioratti

PS: Zé Carlos Manzano, meu querido Zé, essa pessoa tão especial e unica, Pai do meu Blog, um beijo especial por transformar o PPS em video para mim!





24 comentários:

Zé Carlos disse...

Oi menina querida, para mim vc é a eterna adolescente, o espírito é o mesmo e o coração nem se fale.
Que bons tempos passamos nesta época não querida? Mas na vida é assim um dominó derrubando o seguinte até o final da trilha.
Beijão para ti.... Zé

Beatriz Prestes disse...

Mary, minha amiga tão querida.....

Senti tanta emoção agora....
Tudo o que você falou, cada linha, foi direto na minha alma.
Nossa!!!!! Como entendi e senti tudo o que vc falou....
Sabe, estava aqui, eu e o Rodrigo, ele arrumando uma senha no pc e eu assistindo Dona Beija. Lembra desta novela??? Pois é, está reprisando aqui.....
Sinto uma angústia tão grande minha amiga.....quando começa o primeiro acorde da abertura da novela, chego a sentir desespero.
Uma vontade de que o tempo volte, uma saudade de tudo que não fiz...rs
E fico pensando, se o tempo voltasse....nem sei o que faria sabe, rsrs
Como a vida é breve não querida?
Como é maravilhoso viver, a saber dar valor a estes detalhes fundamentais da vida......uma palavra, um olhar, uma atitude....
Sonhar, ter coragem para viver, amar com vibração, acreditar na alegria.
Como eu gosto de lembrar o passado. Momentos que voltam com força total em uma música, um perfume, num momento que tudo emerge com força total!!!
Amo demais você querida....e te ler para mim, é me sentir um pouco viva!!
Te amo minha amiga, minha irmã!
Beijo com imenso amor
Bea

Patricia disse...

O segredo é manter as coisas boas da adolescência e fazê-las acompanhar toda a nossa vida. Apenas tenho 25 anos e a adolescência foi há pouco tempo atrás... mas já sinto saudades de tantas coisas que fiz, que gostava de ter feito, ou não...

beijos

Frederico Salvo disse...

Olá Mary!
Quero parabenizá-la pelo excelente texto. Quero também deixar aqui um poema meu que vai de encontro a todo sentimento expressado em seu trabalho.

Sagrada ingenuidade


Quero a criança que existe em mim.
Sim, aquela que olhava as ruas ensolaradas
E respirava o vento matinal
Sem preocupações metafísicas,
Sem entender os adultos.
Quero que ela saia numa explosão transbordante,
Banhando beneficamente minha alma,
Cicatrizando feridas emocionais.
Quero que corra risonha em minhas veias,
Irrigando todo o meu corpo
Daquela sagrada ingenuidade.


Carinho!
Frederico

Mayra disse...

Olá Mary, achei muito interessante seu blog, por isso passei a segui-lo.
Beijos

Dora Regina Dias Pereira disse...

Sinto saudades da minha adolescência que não existia muita maldade....Tempo esse que não voltam mais, me fez até sentir saudades de momentos que só nosso pensamento tem registrado.
Abraços.

A.S. disse...

Querida Mary...

O teu excelente texto, fez-me recordar doces emoções...


BjOO""s

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Mary!

Aquí, agora, são exatamente 23:25 hs., acabei de ler teu magnífico texto que, com certeza, retrata em +/- 90% a minha trajetória quando jovem. Ao terminar este comentário, vou tentar dormir, o que acho quase impossível, devido as belíssimas lembranças que me foram avivadas com essa maravilhosa leitura.

Adorei. Parabéns!

Beijos,

Furtado.

Sonia Schmorantz disse...

É uma saudade boa, porque foram tempos bons, feliz de quem os teve...
beijos e uma ótima semana

la_sombra disse...

hola tu blog esta muy bueno te felicito
te mando un gran saludo desde medio oriente israel
http://elbohemiodelanoche.blogspot.com/

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividades para crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Lainha disse...

Vc não vai acreditar Mary, sinto cheiro de castanholas e do cheirinho de minha avó(acho que nunca fui tão amada na vida).
O seu carinho debaixo daquele pé.

Como sou nostalgica amiga!!!

Bjuuuuuu...Lainha :)

Ricardo Calmon disse...

Falas e digitas como se colibri fosse,sugas e injetas nétar em cardíacos nossos ,produzindo o amalgamenbto do amor e da Vida!

Viva a Vida,minina poeta e escriba!

mixtu disse...

oh tempo volta para trás...
nome de canção
nome de saudade...

abrazo serrano

yayayyaya

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Mary AmigAmada...

ler tuas lembranças e saudades, foi como me perguntar sobre minha própria vida. Revive muitos momentos...e senti novamente aquelas sensações que lindamente descreves...acho que todas nós as vivemos, por certo que sim, e lamento tanto que a juventude atualmente já não tenha olhar-sentir sob o mesmo prisma que tivemos.
Cada geração a seu modo vai vivendo, no entanto, sempre fico certa de que a nossa foi a mais abençoada com tantas coisas saudáveis e maravilhosas, para se guardar para a eternidade do ser. Amei teu texto amiga e te amo.
Adoro "viajar" pelos caminhos que tua alma me leva... Bjs

MEU MUNDO E NADA MAIS... disse...

Fiquei tão emocionada ao ler o seu
texto, que até veio lágrima aos meus
olhos,consegui retornar ao meu passado a medida que lia, amiga parabéns!!!!!!!!!
Adorei o seu blog!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem quando você
descobre que alguém acredita e confia em você.

(Ralph Waldo Emerson)

Visite meu novo blogger
UMA ILHA PARA AMAR
http://eduardopoisl.blogspot.com/

Um grante abraço do amigo Eduardo Poisl

BANDEIRAS disse...

A comunicação facilita muita coisa; mas as vezes prejudica e torna-se um abstáculo.

Amiga do peito, vc anda sumida...

Bjs

ParadoXos disse...

Mary minha amada estimada querida eleita amiga!! este texto, aliás, este grandioso texto tão cheio de memórias presentes é mais um retrato que diz da tua pessoa, da tua Nóbel pessoa que eu tanto preservo e estimo, cada palavra, cada sílaba, cada parágrafo és tu a falar bem alto pra todos nós ouvirmos a tua voz!!



não me esgoto de te amar com esta crescente amizade!!


:-)



teu Heduardo

ParadoXos disse...

BEIJÃOOOOOOO!!!!

ParadoXos disse...

desculpa as ausências... tu me conheces e sabes da minha vida... nada cai do ceu querida amiga!


:-)


te aaadooroooo

Anônimo disse...

Olá meu bem.. seu blog é divino. simplesmente maravilhoso! amei!
gostava de saber a musica que tva antes desta. o nome e quem canta.
deixo-te carinho e mais uma vez Parabêns

ailedazav disse...

Oá, Mary!!!

Tudo lindoooo por AKi...

"Se um dia voces souberem que morri, saibam que morri revoltada. AMO A VIDA! O que me deixa feliz: A VIDA! O que me impulsiona a viver: A ESPERANÇA!"

Se Gosto... fico seguidora... (rindo... com sua graça... uma delícia. Também adoro a VIDA!!!

Revi-me na descrição do seu primeiro amor (Gilberto - "Gil").

SEja sempre a "Minina" d'então...

Sabe que meu maridão é um Gilberto (!?!)...



1Bjinhão
(bem gostoso)



sempre
aileda/adelia

日月神教-任我行 disse...

視訊做愛,免費視訊,伊莉討論區,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,維克斯論壇,情色論壇,性感影片,正妹,走光,色遊戲,情色自拍,kk俱樂部,好玩遊戲,免費遊戲,貼圖區,好玩遊戲區,中部人聊天室,情色視訊聊天室,聊天室ut,成人遊戲,免費成人影片,成人光碟,情色遊戲,情色a片,情色網,性愛自拍,美女寫真,亂倫,戀愛ING,免費視訊聊天,視訊聊天,成人短片,美女交友,美女遊戲,18禁,三級片,自拍,後宮電影院,85cc,免費影片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,美女,成人圖片區,avdvd,色情遊戲,情色貼圖,女優,偷拍,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站,成人論壇,080聊天室,色情