19 fevereiro 2006




SEU GRITO




Aquela manha
quando sua alma chamou por mim
eu estava ali a espreita
naquela janela
voce estava olhando a paisagem
mergulhado em pensamentos
e a sua emocao
transformou-se em um grito
Meus olhos marejaram
naquele momento...
Entrei dentro de seu corpo
e pude ver
seu coracao batendo, confrangido
seu sangue pulsando mais forte
sua angustia
a vontade de sair por aquela estrada
e deixar tudo para tras
Aquela manha
senti seu medo, sua confusao
pediu-me socorro
gritou tao alto seu coracao!
lagrimas desceram pelo meu rosto
e eu o abracei em pensamento
(doce momento)
Seu grito acalmou-se
quando de volta a realidade
deparou-se com sua impotencia
de mudar o hoje...
Quisera eu ter o poder
de tocar com meus dedos
o relogio do tempo
e faze-lo seguir aquela estrada sozinho
naquele apelo urgente de encontrar
o seu caminho
Seu grito, silencioso, guardado
sofrido, encarcerado, proibido,
cheio de dor
Nos fez cumplices
e foi quase... um momento de amor



®Mary Fioratti

5 comentários:

Ni disse...

«e foi quase... um momento de amor»
...

LINDO!
Há emoções que não sabemos definir, apenas SENTIR. O que é 'quase'... já o é um pouco... fica à distância de um passo, de um abraço, de um olhar, de um murmúrio, de um fragmento de sonho.

carinho

Ni*

Pedro Nobre disse...

Bloguistas,

No dia 17 de Fevereiro, decidi lançar mais um repto, um novo espaço cibernautico no qual intitulei "UM BLOG, UM SORRISO"...

Este novo blog tem como missão, a paz e a solidariedade social para com o mundo. Todos os dias deparamos com cenários menos bons no nosso quotidiano, pessoas carenciadas, fome, doenças, guerra...

Cristina disse...

"e foi quase um momento de amor",
espero que o próximo seja mesmo
:)
muito lindo
:)
beijinhu

mixtu disse...

... mais um momento de amor...
amo estes teus momentus, são doces, são...

p.s. deixei um comment no meu pasquim a agradecer os teus poéticos comments,
jinhos

Edna Feitosa disse...

Amiga querida, eu lhe afirmei e não foi da boca pra fora: eu nunca vou deixar de amar vc como a uma irmã. Ainda que nos desentendamos (é normal entre irmãs), jamais duvide de meu carinho e admiração.
Receba um abraço forte e a gratidão pelas palavras deixadas no Flog.
Edna