05 março 2009



DORES


Existem dores
que calam no fundo da alma
parece que de tão fortes
elas adormecem
num sono irreparável
que certamente
nos acordarão mais tarde
no meio da noite
em forma de pesadelo

Existem coisas
que não podemos mudar
pois não dependem de nós
parecem que estão escritas
e quando tentamos apagá-las
elas novamente aparecem
em letras garrafais
mostrando-nos claramente
que não é possivel o esquecimento

Existem fatos
que cortam a alma
nos fazem desacreditar da vida
balançam nossas estruturas
e então nos perguntamos:
- no que errei?
E a resposta é vazia
como um eco mudo
em uma noite fria

Existem rostos, expressões
que jamais esqueceremos
momentos gravados na memória
como filmes antigos
que ficam dando replay
até que o sono chega
e os apaga momentaneamente
mas na manhã seguinte
eles acordam vivos e em cores

Existem momentos em nossa vida
que queremos não ter vivido
e não entendemos deles o por que
Sao cruéis, machucam
ferem, magoam, marcam
e depois sentimos intensamente
que algo no tempo se perdeu
que nossas esperanças cairam em terra
e nossa alma um pouco morreu



Mary Fioratti

22 comentários:

Borboleta disse...

A noite adormece
todos dormem
estarei voando
noites eternas
Diga-me que não eternizo tuas noites?
infinitas madrugadas(...)

Retalhos de Amor disse...

Existem sim... mas o tempo abranda-lhes
o eco e o sol se faz novo a cada
manhã em brotos de esperança!!!
Te Amo, minha Amiga!!!
Magnífica é tua Poesia!!!
Beijo cheinho de carinho no teu
coração!!!
Iza

Amaral disse...

Existe tudo isso, Mary, mas o final não pode ser assim tão triste!...
Claro que as dores fazem parte do quotidiano ainda que, necessariamente, não tenham que trazer sofrimento.
Mas podemos mudar muita coisa! Podemos! Outras há que nos "perseguem", porque o "causa-efeito" é mesmo REAL, disso não tenho qualquer dúvida. O efeito do boomerang parece ser lei universal e divina e dele ninguém poderá fugir...
Agora, concordo que hajam factos que nos apavoram e deitam "de rastos" e só com uma presença de espírito muito forte podemos ultrapassá-los. Ao fim e ao cabo, eles servem mesmo para nos transformar, para nos fazer mais fortes, neh?...
Finalmente, os rostos e expressões e todos os momentos por que passamos, eles vão ficar no nosso bornal de recordações, vividos, vivenciados, apreciados, aceites!... Toda a pessoa terá de aceitar o que o universo lhe traz, o que ela escolhe para a sua realidade. Podem machucar mas, aceitando serena e pacificamente, a ilusão vai logo passar...
Saimos mais fortalecidos e as esperanças vão manter-se, até soar a hora da mudança, da passagem para outra versão nesta roda cósmica que é a Existência...

Poemas e Cotidiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pena disse...

Amiga:
Seja qualquer que seja o momento. A resposta. O instante. A vida. Sairá sempre de forma digna e perfeita porque tem um coração e uma Alma enormes.
As suas palavras devem ser de optimismo, as dores, são da própria interrogação da sua linda existência, acredite?
Tem sensibilidade. Tem carácter. É linda.
Força! Não há lugar para as dores, mas sim, a perfeição de si.
Beijinhos amigos de imenso respeito e estima.
Sempre a admirá-la pela sua gigante significação

pena

Lainha disse...

É amiga querida!!
Nem todos os dias são de olhares felizes...Mas faço minhas tuas palavras, em que esses dias,noites são realmente pra apreciarmos os dias maravilhosos que vivemos.
Ainda bem que a alegria ainda insiste sempre em nos perseguir!!!

Bjossss!!!

Hipolitta disse...

Chegou-me profundamente teu poema. Existem momentos terríveis, que quando regressam à memória, nos rasgam.

Mas a vida tem tanta força, empurra e empurra e leva-nos a tempos mais calmos, e às vezes melhores.

Um gosto voltar a ler-te

Um abraço

mateo disse...

Vou-te contar o que me respondia a minha avó quando me queixava de uma dor muito dorida:
"Nunca te dê Deus as dores que podemos aguentar!"
De início... julguei-a doente!
Hoje...
Beijo.

eDu Almeida disse...

Olá moça, estava com saudades de tuas poesias. Enfim... passei pra dizer que adorei a que escreveu, mas que tenho que dar um pouco minha opinião (sem tirar a grandeza de tua mensagem). Não pode ser triste assim o final. Afinal nós somos nós que reinventamos a forma de viver? Como o munod seria triste se depois de cada decepção nos sentíssemos mais fracos e não aprendêssemos nada depois da tormenta.
Mas é só uma opinião. Ah e a propósito: feliz dias das mulheres antecipado.
Abraços fortes e quentes como nosso lindo Brasil.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Margarida, passa lá no blog que deixei um selinho bem especial pra você.

Beijo

=]

Rebeca

-

ellen disse...

"...e então nos perguntamos:
- no que errei?
E a resposta é vazia como um eco mudo em ..."

Não se deve deixar evadir pela culpa. Quando se faz algo na vida que corre menos bem, foi porque na altura se pensou que seria a melhor opcção! Logo, não foi errar mas sim, pensar que seria o mais correcto por não se saber outro caminho! aprende-se com o errado mas não se culpabilizando :)

(opinião muito minha)

Beijinho

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Na margem do mundo
além dos meus olhos,
Belo,
Sei que o exílio será sempre
verdejante de esperança,
O rio,
Que não podemos atravessar
corre eternamente.
(Samuel Menashe)

Tenha um lindo final de semana cheio de amor e paz no coração
Abraços: Eduardo Poisl

ParadoXos disse...

estimada, a dor existe, é um facto. a uns toca de uma forma a outros retoca de outra forma - mas é uma condição da nossa natureza. este é seguramente um daqueles poemas que cabe em toda gente.

sei que graças a Deus está tudo bem contigo!
mas já sabes... é só pra dizer que até podemos escrever um poema muito feliz e, no entanto, estarmos de chuva por dentro.

há que ler a beleza da palavra e eu leio a tua!! isso sim importa observar!


teu beijo sem dor mas com muito calor humano - estiamada amiga Mary!

:-)

ParadoXos disse...

gostei das fotos la em cima.
sempre fotogénica!
ps. este poema publicaste no dia do meu aniversário
:-)

ParadoXos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O QUATORZE disse...

Olá. Boa tarde
Bem, está muito bem colocado.
Amizade
LUIS 14

BANDEIRAS disse...

AMIGA QUERIDA,

FELIZ DIA DA MULHER PRÁ TI

BJS

Thaís disse...

Olá Mary...

Tem selinho esperando por
vc no meu Viver!

Beijos!
Adoro seu Blog.

rouxinol de Bernardim disse...

Poesia de excelencia!

Vinte estrelas!

ParadoXos disse...

amiga minha Mary, feliz dia da Mulher!!


teu heduardo, amigo!

dioni blasco disse...

precioso tu blog

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Oi mary, achei você lá no blog do meu amigo Zé, e encontrei aqui um mar de belos poemas.
vou linkar você ,posso?
Um grande abraço.