17 março 2009


PEDAÇOS DE MIM



Desde menina gosto de escrever.
Lembro-me o quanto atraída eu era por esses Cadernos bonitos, que eram vendidos nas Livrarias com o titulo "DIÁRIO".
Achava lindo ter um Diário, e poder ali escrever tudo que eu sentia e pensava. Que pena que não os guardei!
Tinha-os enfileirados dentro do meu guarda-roupa, com momentos especiais e engraçados Falava da família, dos meninos que eu gostava.
Lembro que eu tinha um imaginário, que sempre achei demais, (risos) seu nome era Jair Sérgio (não sei porque dei a ele esse nome). Na verdade, ele existia, quando eu passava por um lugar onde havia um bilhar, ele estava ali jogando, e sempre me olhava.
Então eu inventei que eu tinha um namorado, dei a ele esse nome, e passava a imaginar que saiamos, e que íamos ao cinema.
(Hoje, numa época dessas, e engraçado imaginar que naquele tempo fazíamos isso).
Sempre fui uma romântica incorrigível (na verdade, nem quero ser corrigida - risos).
Tenho até três cadernos (não espirais) com poesias minhas daquele tempo, um caderno com Índice e nome de cada uma. Quando eu as leio, lembro perfeitamente do meu sentimento.
Muitas delas eu as transformei e as publiquei aqui.

Hoje em substituição a esses cadernos, estamos a viver a epoca dos amores virtuais.
Amores virtuais são simples, não são? Estamos do outro lado da tela, sem ver a pessoa, sem enxergá-la, e muitas vezes elas são uma mentira, uma ficção
No entanto nos apaixonamos por ficções.

O real é o dia a dia, e o olhar nos olhos, o tocar as mãos o real em enxergar cada um as rugas do rosto, os defeitos e qualidades, e aceitá-los incondicionalmente.

O verdadeiro amor esta em aceitar a pessoa como ela é, com defeitos e qualidades. Aprender com ela. Crescer.

Posso dizer com meu coracao, que eu encontrei o meu verdadeiro amor. Ele está aqui ao meu lado, dia e noite. Um menino-homem que me entende e me aceita como sou.
Nossas diferenças (e que não são poucas) nos aproximam de um modo tão fantástico! Já tivemos muitas turbulencias...mas nesse temporal sempre nos resgatamos pelo grande amor que sentimos um pelo outro.
Ele é um homem inteligentíssimo, (mas muito simples), meigo, diria até "suave" em seu modo de ser.
Sempre me deu asas. Porque ele sabe que assinar um papel não significa "propriedade." Assistiu minhas conquistas e derrotas. Sempre ao meu lado, me incentivando e me ensinando a ser uma melhor pessoa.

Rimos e silenciamos. E nos entendemos (há quase 30 anos) através da linguagem muda daqueles que ja viveram muito tempo juntos, e sabem se "adivinhar"...

E acho que algo que gosto muito nele é a sua "porção mulher", como na musica do Caetano:

"Minha porção mulher
Que até então se resguardara
É a porção melhor
Que trago em mim agora"

Aquela porção que faz o homem entrar um pouco no mundo de uma mulher, entendendo-a de uma forma mais absoluta.

Embora não seja um grande fã de poesia, lê as minhas. E gosta das que eu faço para ele.
Como essa.



EM SEUS OLHOS...MEU AMOR



Ontem olhei em seus olhos
meu amor
e eles me disseram tanto
com essa sua expressão
tão única e verdadeira

e naquele instante singular
somente nosso
nossos corpos imantaram-se
num prender-se eterno
sem palavras

criou-se aquele elo etéreo
verdadeiro, único
transpirando-se nossos poros

Ontem olhei em seus olhos
meu amor
e percebi com tanta clareza
e com ternura embutida
a sua pureza

você é tão verdadeiro
em seus gestos
e entrega-se para mim
absoluto e pleno
sem marcas ou mentiras

(falamos tanto em nossos silêncios
recheados de caricias e pensamentos
e isso acontece há tanto tempo!)

Ontem olhei em seus olhos
meu amor
e confessei esse sentimento
tão enraizado dentro de mim
nua em seus braços (e tão sua!)

suas mãos másculas e bonitas
fortes e dirigentes
ansiosas e permanentes

Ontem olhei em seus olhos
meu amor
e transbordei-me em verdades
E assim não tem sido toda vida?
você - o porto eterno de meus verdadeiros sonhos?

(Sou somente sua, você sabe e sabe tão bem!)

Ontem olhei em seus olhos
meu amor
e vi-me refletida em suas íris
acariciei seu rosto, seus cabelos
puxei seu peito bem de encontro ao meu

(E ficamos ali em silencio
eternizando esse sentimento)

Ah! esses seus olhos... meu amor!
Sempre disseram-me tanto!

Mary Fioratti



23 comentários:

Amaral disse...

Direi também: Pena que não tenhas guardado os teus diários.
O teu Jairzinho está lá esperando por ti, dá pra acreditar?... Continua lá, porque foste tu que o criaste!!!...
Agora compreendo as poesias, bocados do passado e do presente, mas sempre e eternamente, pedaços de ti!...
Quanto aos amores virtuais... são ferramentas dos tempos de hoje!... Já tenho visto amores acontecerem neste mundo da Net. Não é que queiramos comparar, mas até as relações entre as pessoas evoluem consoante as ferramentas ao seu dispôr...
Tu não precisas porque, para além de TERES o teu grande amor, És um grande amor, aquela "porção mulher" que ELE rapidamente guardou consigo e sabe aplicá-la em cada momento dos seus dias...
Quem não ficaria encantado com um poema assim?...
O porto eterno dos teus verdadeiros sonhos não precisa de gostar de poesia. Precisa apenas de SENTIR esta poesia, uma poesia especial que olha para uns olhos que falam... e dizem tanto!...

Joéliton disse...

Oi....Eu adorei seu post...
Eu tbm adoro escrever, é algo ki me completa. Sempre que me sinto triste, eu ja penso em escrever algo.

Bjao

Zé Carlos disse...

Mary vc sabe que o encanto nas suas escritas é justamente a permissão que nos dá de bater este papo contigo.

Se Lusíadas fosse assim não nos teria dado tanto trabalho na escola, aquela coisa hermética horrível!!! Me desculpem os puristas.

Vc bate papo, conta as histórias que todos temos mas não sabemos colocar desta forma tão gostosa... Sucesso sempre menina de Marília...

Bjs do Zé

mateo disse...

Fonte inesgotável de doçura...
E ele sabe!
Beijo.

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA MARY, ADOREI O TEU TEXTO E TEU POEMA... BELÍSSIMOS COMO SEMPRE COM AQUELA DELICADESA MARAVILHOSA...ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Voodoo disse...

Querida amiga Mary,


Quase impossível poder acrescentar
algo mais, trinta anos e estas
constantes declarações de amor...
Poesias que falam de olhar, o
silêncio que se toca e se sente,
o amigo, o companheiro...
Que a vida continue sempre assim.
Parabéns.
abs

Rosemildo Sales Furtado disse...

Minha cara mary,

Nestas alturas dos acontecimentos,
já não tenho mais o que dizer. Com certeza, ao nascer, teu marido estava acompanhado de todos os anjos, o que lhe possibilitou a sorte de encontrar-te e poder se beneficiar em ter a melhor esposa do mundo.

Lindo poema. Muito profundo. Parabéns!

Abraços,

Furtado.

BANDEIRAS disse...

Ah...
Um dia terei de escrever coisas do tipo para meu velho amado...sim, pq eu pretendo envelhecer juntinhos...

Amiga, mil beijinhos prá ti.

CrisBoro disse...

Voce fala a linguagem dos homens. Adoro ler suas escritas. Viajo nelas.
Voce pode não ter guardado seus diários, mas tenho certeza que lembra de cada acontecimento que ali tenha anotado. E isso tudo é voce hoje. Linda, maravilhosa, poderosa, brilhante.
Concordo com voce, em relação a amor virtual. Também sou pele, cheiro, toques. Nada como olhar nos olhos e dizer o que sente. Mas é o que temos hoje e aprendemos a lidar com isso também.
Minha linda, te conheço há tão pouco tempo e já sou sua fã.
Beijo no seu coração.

meus instantes e momentos disse...

ainda bem que vc escreve, muito bom tudo aqui..
Beijos
Maurizio

Patricia disse...

Eu também digo o mesmo, que pena não ter guardado os meus diários, mas em certa altura da minha vida achei-os ridículos e numa fúria destruí-os a todos... é lindo a forma ingénua como as crianças vivem as suas vidas, a forma como vêem o amor e o sentem...
em relação ao teu amor de uma vida inteira quero dar-te os parabéns, pois é de certo algo muito importante e que hoje em dia é raro...

beijos grandes

Sonia Schmorantz disse...

Que maravilha, que estes 30 se transformem em 200 e ainda assim será pouco para tão puro amor.
beijos

Retalhos de Amor disse...

Mary!!! Mary!!! Mary!!!
Quanto me acrescentas... Quanto me
falas em cada palavra tua!!!
Como eu já disse:
Tua ternura extravasa e se faz em
minh'alma!!!
Amo você, minha Amiga... Na essência
real do ser!!!
Beijo daqueles cheinhos de amor...
No teu doce coração!!!
Iza

ParadoXos disse...

Mary, minha amiga de longe e perto, tu és poesia em palavras, mas, sobretudo em pessoa. em palavras porque tem sido esta a nossa ponte, em pessoa pois, tens um coração com muito amor lá dentro e muita sapiênca na alma! nossos segredos sabem! sabem mais do que digo aqui. tu sabes.
eis um post de ler e sentir todo de uma ponta à outra ponta e, te senti em cada palavra longe e perto, amiga querida Mary!!

ParadoXos disse...

que a realidade continue a concretizar o vosso amor e a cuidar do porto eterno dos teus verdadeiros sonhos!

teu beijo, a nossa amizade, de braços dados!

Anônimo disse...

Vim parar aqui por recomendação da Beatriz Prestes, Reviver em Versos.
Realmente um bonito blog, com boa leitura.
Você escreve muito bem, gostei de tudo que li.
Um abraço
Fábio Corello

ParadoXos disse...

"Como voce sabe, "duli"...(rs).
Mas ainda nao "trili"


frase sua que me fez SORRRIR...

:-)


como sempre...

Maria Emília disse...

Que bom ter-te encontrado. Revi-me muito na tua poesia e nos teus texto. Obrigada por seres quem és.

Um abraço,

Maria Emília

Rui Caetano disse...

Mas que palavras tão belas. Profundas de sentimento e muito querer.

' Josi Keller disse...

Oii, desculpa incomodar e tals fazendo propagandas baratas[rsrs]
To divulgando meu blog..
http://josikeller.blogspot.com/
' Os pensamentos voam.. '
" SIM, MINHA FORÇA ESTÁ NA SOLIDÃO. NÃO TENHO MEDO DE CHUVAS TEMPESTIVAS, NEM DAS GRANDES VENTANIAS SOLTAS, POIS EU TAMBÉM SOU O ESCURO DA NOITE.. OLHANDO PRO HORIZONTE, ESPERANDO A LUZ ME ENCONTRAR.. "

Pode da uma passadinha ? Os ultimos postes foram de uma historia com III partes, Antes que termine o dia se chama.
Um linda historia de amor
Valeu..
Desculpa de novo por incomodar..
Abraçooos

.

Lainha disse...

É verdade amiga, os amores virtuais
realmente são bem mais simples...Nunca tinha parado pra pensar nisso!!!
Mas nada melhor que o calor humano. Um amor pra chamar de seu.
Acredita que até hoje tenho diário!? Ele anda comigo, na bolsa sempre.Outro dia estava em uma loja e de repente vi uma cena que me fez escrever ali.
Quero guardá-los.
Acho que ninguém me conhece tão bem quanto meu diário. Sinto que se um dia eu morrer 1º que algumas pessoas, elas vão lamentar não ter conhecido esse meu outro lado que o dia à dia e sua correria não permite. É triste adimitir isso!!!
Mas a vida é assim. Enquanto isso vou escrevendo a minha história.
Obrigada por me permitir ler essas delícias que vc escreve.

Um grande beijo!!!

Lainha

' Josi Keller disse...

Na maioria das vezes.. elas sao as melhores ne ? rsrs
devemos ne ? dar o melhor de nos, sempre
Viver intensamente, apaixonadamente como se nao houvesse amanha..
Valeu moça, obrigado por me seguir, significa muito pra mim
Beijoo

.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Hoje só estou passando para desejar um feliz dia do blogueiro,
com um final de semana cheio de amor e esperança.
Aproveito para deixar um lindo poema de Mário Quintana


Amar: Fechei os olhos para não te ver e a
minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados
desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada
nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei....
O amor é quando a gente mora um no outro.

(Mário Quintana)