04 março 2009



EMPRESTA-ME SEU CORAÇÃO



Empresta-me o seu coração
deixa-me senti-lo por um instante
dentro de meu peito
quero ouvir suas batidas
sentir suas emoções
no seu relógio de vida
silenciosa quero ouvir
o que sua alma segreda
os seus lamentos, seus medos,
rir com suas alegrias
deliciar-me com seus segredos
quero seu coração pulsante
dentro de meu peito
somente por um instante
chorar com suas tristezas
entender essa sua agonia
sentir sua lágrima em meu rosto
seu riso em minha boca
beber toda sua poesia...
Empresta-me o seu coração
que ele bombeie sangue em meu corpo
lave minhas veias
desmanche minhas teias
faca-me pura emoção
embebida, quero fechar os meus olhos
e emocionada sentir sua vida
em minhas mãos


Mary Fioratti

11 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Mary, que gostoso ler seu comentário e saber que amores duram um vida e continuam felizes. Não quero mais perder contanto e sempre estarei por aqui te prestigiando.

Abraço e tenha mais 29 anos pela frente de muito amor.

Rebeca

-

Amaral disse...

Somente por um instante. E seria o suficiente, sem dúvida. Sentir no próprio peito as batidas do coração amado...
Muito bonito o teu poema! Partilhar um coração só na magia do poeta, que tem o dom de sentir de um modo particular e profundo...
Só o coração entende os segredos da alma, o que ela sabe e o que ela sente... E a poesia tem esse condão de proporcionar a viagem a esse mundo mágico da imaginação. Ali, onde podemos beber poesia, sentir a vida nas próprias mãos... Ali onde se emprestam corações... onde se ri outros risos e se choram outras tristezas!...

Frederico Salvo disse...

Um belíssimo poema onde a tua sensibilidade nos leva pelo caminho belo e necessário da empatia.
Parabéns!

Retalhos de Amor disse...

Na suavidade desta tua canção
Se caminha suavemente
Bebe-se da ternura contida
Respirando o azul
Do Perene Amor!!!

M A R A V I L H O S O ! ! !
Te Amo, minha Amiga!!!
Iza

Sonia Schmorantz disse...

Um belo e terno poema...
beijo e lindo dia

Joéliton disse...

Muito belo...EU adoreiii..

Bjoss

Beatriz Prestes disse...

Amor, paixão, saudade, querer, sentir, vida.....
Por tuas mãos, tornam-se verdadeiras obras de arte em poesia!
Há alma pulsante em tuas linhas!
Te amo muito Mary querida!!
Beijo com carinho desta tua irmã!
Bea

manzas disse...

Sublimes versos escapam das almas dos poetas
Viajando até ao fundo dos céus como balões …
Suspensos ficam no tecto brilhando poesias inquietas
Reflectindo olhos orvalhados em prados de emoções

Dedicado a todos
Os poetas e poetisas
Deste mundo,
Os que já adormeceram,
E aos outros
Que ainda nem sono têm...

Bem hajam!

Um resto de uma boa semana...

O eterno abraço…

-MANZAS-

CrisBoro disse...

Essa música, Pour Elise, traz boas recordações. Foi a primeira música que toquei ao piano.
Mary esse seu poema diz tanto! Voce traduz nossas vontades e emoções. "Empresta-me teu coração".... quero saber o que voce sente, o que te dói, o que te aflige. Deixa eu te ver!
Lindíssimo! Beijão querida.

ellen disse...

Bonito! Me faz lembrar um post meu chamado 'coração' :)

Beijinho