12 maio 2007




Nossa homenagem para a nossa mãe. A minha, a de minha irmã (Maria Lucia Martins, poeticamente chamada de Mareluz), e meu irmão, José Claudio Martins, poéticamente chamado de Rodrigues Sanchez).
As fotos: Minha mãe em 1989 com minha filha Patricia, e no cantinho com meu pai.



RELEMBRANDO VOCÊ, MÃE

Mary Fioratti

O tempo encurta distâncias do pensamento...
Quando penso em você mãe
as lembranças começam em Ubatuba
quando andavamos na beira da praia
Todos nós descalços
nus de vaidades, ou qualquer outro sentimento
que nao fosse de ingenuidade
Éramos crianças
e a seguíamos sem saber para onde íamos
molhando nossos pés na água
(e na verdade nem nos importava)

Sua beleza sempre transcendia
na figura bem talhada, de seus olhos sombreados
seu cabelo impecável, seu batonzinho diário
o colarzinho sempre a enfeitar o pescoço
o andar lento e gracioso
Sempre reparei em seus pés bem feitos
e em suas mãos bonitas

Ligava-me todos os dias no trabalho
mesmo eu saindo de casa cedo
e morando em casa
Você me ligava, mãe
para perguntar se eu estava bem
e eu lembro que isso me incomodava
na época eu pensava: “por que ela me liga todos os dias”?

(vejo-me hoje nas atitudes de minha filha, esse meu eu refletido)

Ah! se eu pudesse hoje no meu trabalho
receber seu telefonema diário
ouvir a sua voz tão querida a me perguntar
se estou bem
Eu iria parar tudo que estivesse fazendo
e teria tantas coisas para lhe dizer
tantos pensamentos íntimos, tantas coisas para repartir com você

Hoje o telefone toca, mas não ouço sua voz
não mais ouço sua voz falando meu nome
que voce ligasse e me perguntasse qualquer coisa
eu iria parar tudo que estivesse fazendo
Como queria ouvi-la hoje mae!

No entanto e assim o ciclo da vida
entendemos tudo tão tarde
os sentimentos afloram-se e amadurecem
E tornamo-nos mais verdadeiros
Percebemos as dores de nossa essência

Daria tudo hoje para ter somente por um momento
aqueles nossos momentos de intimidade
você sentada no sofá, minha cabeça em seu colo
Nós duas chorando juntas com o final da novela

Lembro bem hoje que às vezes me incomodava
Você entrar em meu quarto
Sentava-se quieta a me observar, depois me perguntava algo
Um dia, ouvindo a musica “A Atriz” cantada pelo Roberto
Voce comecou a chorar
Perguntei por que voce chorava
E voce disse: “Tao romantico!”

(hoje sei por quem puxei...)

Ah! Como queria hoje que você pudesse entrar no meu quarto
com aquele seu jeito meigo, seu sorriso incomparável
e dar-lhe um abraço interminável!

Que pena mãe! Que a gente compreende tudo tão tarde
que valorizamos momentos, situações
e que elas passam na nossa cabeça como um filme diário
quando enfrentamos os mesmos problemas com nossos filhos
nesses momentos eu chego a compreender tão bem
tudo que você sentia

Hoje é seu dia, e todos homenageiam suas mães
muitos terão a felicidade de tê-las em sua mesa de almoco
ou mesmo ouvir pelo telefone sua voz

No entanto eu tenho minhas lembranças
em álbuns de fotografias
onde seu sorriso (e tambem seu olhar triste)
estampa-se no frio do papel
Em cartas que você me escreveu
Um filme em que voce aparece...

E vejo-a hoje através de meus atos
E enxergo-a tao bem filtrada em minha alma



POR ELA ESTOU AQUI


Maria Lucia Martins (MARELUZ)

Quando penso em minha mãe
lembro-me de uma palavra:
fragilidade...
Era assim como alguem
que nem sempre
enfrentava o mundo lá fora
e muitas vezes, sentíamos
como se precisassemos
conduzí-la pelas mãos.
Bonita e frágil
como uma flor..
como uma taça de cristal
que a todo instante
fosse quebrar-se.
E quando o mundo a invadia,
questionava-se, e muitas
vezes tremia...
Era assim a minha mãe
diante do mundo.

Mas, por isso mesmo
era tão bela,
por desfazer padrões
e surpreender-nos
com a força
de uma sensibilidade
rara, raríssima...
expressando-se apenas
na intimidade
de nosso espaço.
Olhos imaginativos,
enxergando além das palavras
enquanto nos ouvia,
mãos de fada,misturando
ingredientes de sonhos,
nos deliciosos pratos,
nas roupas que costurava
com entusiasmo infantil...
No tricotar carinhoso,
transformando em cores suaves
os novelos embaralhados
de nossos destinos.

Não era feminista, minha mãe..
apenas feminina.
E seu perfume invadia a casa
em cada pequeno arranjo,
enquanto o seu riso preenchia
todos os desconhecidos vazios,
de nosso alma.
E quando aconchegava-se,
para falar e ouvir
sabíamos que finalmente
estávamos em casa,
em um mundo todo particular
que seu coração criava.
E naqueles momentos
não importava o orgulho
de nossas conquistas
e as doloridas derrotas.
Porque havia um jardim
cheio de flores,
e plantas singelas,
espalhadas sem ordem certa.
E um cheiro de bolo
recem criado, saindo do forno.
Havia, em tudo, o brilho
de uma essência:
o nosso eterno ponto
de referência.

Mudou o mundo, e as faces
fizeram-se pálidas e sombrias.
Apagaram-se lentamente,
o sinais exteriores
dos lugares, dos jardins.
Esvairam-se os cheiros,
morreram todas as plantas,
e milhares de flores...
Os sons calaram-se.
Esvaziou-se a casa,
e o vento da mudança
foi impiedoso...em tudo,
ou quase tudo.
Só não consegui varrer
o que ainda mora aqui,
preso na alma.
Não tem esse poder, o vento.
de roubar os sonhos,
heranças que em meu corpo
caminham sempre
desde a primeira e única
transfusão de Vida.

É assim, bem assim,
que minha mãe ainda existe em mim.
e sua eternidade transcende
toda fragilidade e força.
Simplesmente porque, uma vez,
carregou meu corpo,
depois,alimentou-me a alma
e em seguida, deixou-me aqui.



M Ã E


Jose Claudio G.Martins (Rodrigo Sanchez)


Sentir a tua falta física
é sentimento egoista, pois,
fostes apenas minha mãe,
entre tantas outras coisas
que fostes neste mundo.

Fostes exemplo de ternura,
doses de pura sensibilidade,
amor, compaixão e humildade
que embriagavam diariamente
o meu inexperiente coração.

Fostes meu colo intra-uterino,
extra-uterino nos teus braços,
acomodado nos teus seios,
bebendo o leite morno da vida ,
adoçado por teu meigo olhar.

Fostes e fiquei,
com a saudade,
com as lembranças,
no meu, já agora,
experiente coração.

Ave Maria,
cheia de graça;
bendito fruto
que retornou
ao teu ventre!

24 comentários:

Anônimo disse...

Oi menina linda!!!
Vim aqui ler você e, como sei de ti e de teu amor pela tua mãe e pela tua familia, queria também poder dizer que és mãe também e, és tão especial qto tua mãe foi.
Eu, felizmente ainda tenho a minha mãe e tenho a mãe de meus filhos e tenho tantas outras mães que estão sempre aqui a perguntar dos filhos.
Embora sendo pai...rs, eu passei a entender, depois de muita convivencia com essas mulheres especiais, esse amor que as mães cultivam. Tua mãe cultivou um grande amor, Tu cultivas um grande amor. Esse amor sublime, etéreo, essa coisa magica, dificil de ser compreendida por muitos mas tão docemente aceitadas por todas é a unica certeza do filho... do filho enquanto filho, enquanto homem/mulher, enquanto esposa/marido...esse amor está presente em todas as épocas, em todas as condições..
Amor de mãe, quem dera, nós,os filhos pudéssemos compreender essa magnitude, quando ainda crianças, adolescentes...

Linda tua homenagem...
Belo encontro teu e de teus irmãos...
Beijo no teu coração menina e lembre tua mãe de tua mãe com um sorriso, talvez uma lágrima, uma lagrima "metida"..rs, para enfeitar teu riso.

daufen bach.

ALF O Extasiado disse...

Nossa, que chuva de doces palavras.
Minhya amiga, se superou. tocaste profundamente meu coraçõa com essa ternura.

Como sempre esbanjando sensibilidade.

:)

Aparece no meu blog menina.
Tenho notícias boas. Irá gostar

E por favor leia o post anterior.
o "Pra Pensar..." Lá tenho um presente pra ti.


Beijos amiga.
Felicidades e Feliz dia das maes.
:)

Saramar disse...

Doce, querida, linda mãe e filha.
Venho trazer meus beijos e carinhos, meus parabéns e minha reverência neste seu dia, pedindo a Deus que encha sua vida com as felicidades todas para seus filhos, pois este é maior e melhor presente pra as mães.
Parabéns!

beijos

DE-PROPOSITO disse...

Um rolar de recordações. É assim a vida. São estas coisas, estas pequeninas e grandes coisas, que por vezes fazem rolar uma lágrima pelo canto do olho.
fica bem.
Felicidades.
Manuel

Cristina disse...

Mary,
Um feliz dia das Mães para ti
:)
beijinhu

Nilza disse...

Olá Mary!

Nossa...quantas palavras, quantos dizeres, entendimentos e amor! Lindo demais seu post. Obrigada pelo carinho

Tenha um ótimo domingo!!
Beijos em sua mamãe

Marco disse...

Que surpresa agradável a tua visita em meu blog...
Agradeço as carinhosas palavras e te desejo assim como para a tua mãe, um lindo dia!!!
Se me permite, irei indicá-la em minhas "Outras fontes..."
Voltei quando quiser querida!
E parabéns pelas poesias... Tenho certeza de que a mãe de vocês se sensibiliza com versos de tão nobre sentimento...
Beijos

Menina do Rio disse...

As fotos não abriram, mas esta homenagem é mais que tudo!

Mãe, lembra daquela menina
travessa e inquieta que corria pelos campos
a se esconder quando quando tu chamavas?
A menina que jogava bolinha de gude
e arrancava os cabelos das bonecas?
Que fazia palavras cruzadas quando tentavas
ensina-la a bordar.
Tu querias me ensinar a ser mulher
mas eu queria mesmo era ganhar o mundo.
Quantas brigas tivemos...
Tanto tempo se passou...
A menina levada cresceu
Ganhou o mundo e virou mulher
Se tornou mãe...
Amou, sofreu, amou mais ainda e mais sofreu
Ganhou e perdeu batalhas
Perdeu mais que ganhou...
Se perdeu muitas vezes nas multidões.
A sua menina , mãe sentiu medo
tantas vezes
e quantas vezes chorou sozinha
hoje a menina sabe,
conhece o teu padecer
tuas noites insones
Perdoa, mãe
As loucuras de minha infância
Pois na minha inocência
Eu não sabia
O significado da palavra: MÃE...
Te amo!

Um grande beijo na tua mãe, em ti e em todas as mulheres da tua vida!

daniel sant'iago disse...

A mãe!
Mais?
Não! Chega...
Beijo.

mixtu disse...

,¡|i¹i|¡,       ,¡|i¹i|¡,      ,¡|i¹i|¡,   
¹i|¡,¡|i¹.      ¹i|¡,¡|i¹      ¹i|¡,¡|i¹ 

      |^^^^^^^^^^ || ||\__
      | ♥.BEIJOS.♥ |||||__| |'""\\__
      |__....._____ | ||"__|__|_||_]
        "(@)"(@)"""""""""(@)""(@)"
    _ _ __ __ __ _ __ _ __ __ _ __ _ __
    _ _ __ __ __ _ __ _ __ __ _ __ _ __

   ,¡|i¹i|¡,       ,¡|i¹i|¡,    ,¡|i¹i|¡,   
   ¹i|¡,¡|i¹.      ¹i|¡,¡|i¹   ¹i|¡,¡|i¹
 
   ♥ ENTREGA EFECTUADA COM SUCESSO....... ♥

Endless... disse...

Mary querida!
Mas que lindo o que sentiste e escreveste...
Mas já não me surpreendes...
Um Obrigado por partilhares, e um Beijinho no teu lindo coração do tamanho do oceano que nos separa!
Um Obrigado também por existires!

É-me sempre tão difícil falar ou escrever sobre a minha Mãe!
Existem sempre sentimentos indescritíveis! O AMOR de, e para uma Mãe é um exemplo disso!
Há muito que não usufruo da companhia da minha Querida Mãe!
Todos os dias me lembro Dela! Todos!!!
O sentimento de perda é insuprível e irreparável!
Há muito ausente, mas sempre presente em mim! Sempre!!!
Uma ra´zz no meu coração para toda a Vida!
Por isso senti, e de que maneira o que escreveste...
De tal maneira que as lágrimas me corriam...ao ler-te!!!
Epa, adorei mesmo muito este post!
Tantas lembranças de coisas boas em mim! Tantas, mas tantas!!!
Mary querida, não te conheço pessoalmente, mas és uma pessoa de tal forma humana e extraordinária, que, por mais que me esforçasse por te definir, não sairia uma palavra de jeito! Ainda bem que existes!

E gostei muito também da música de fundo, adoro piano, sabias??!! :)Um dos meus instrumentos de predilecção!

Beijo Enorme no teu lindo coração!
Deixo igualmente um beijo para todas as Mães do Mundo!

Jorge

PS [Não consegui visualizar as fotos deste post! :(]

Jonice disse...

Que lindas palavras, tuas e de teus irmãos, Mary! Que linda mãe!
Boa semana, querida e um beijinho

Jac C. disse...

Hoje não tinha como não lembrar desta pessoa maravilhosa: mãe!
E vc fez isso aqui com maestria.
Estou voltando a blogar e tinha comentários seus guardados esperando o tempo de retribuir com carinho a visita como o faço agora.
Estar afastada? Tb estive. Às vezes a vida cobra da gente um tempo!
Boa semana!

Patty disse...

Mary

Vc é demais, amiga!!! Que coisa mais linda!
Tenho certeza do enorme orgulho da sua mãe por vc.

Desejo-te tudo de bom, sempre. Me perdoe p atraso, mas ainda em tempo: FELIZ DIA DAS MÃES.

Um beijo e ótima semana!

Amaral disse...

"Bendito fruto"!
A homenagem e o hino tocam forte e profundo!
"Seu perfume invadia a casa" e os seus olhos imaginativos ditaram os poemas, verso a verso!
Apesar de enterdermos "tudo tão tarde", estamos sempre presentes, agora e sempre, na recordação, na saudade, no alvorecer de cada dia novo...

Sandokan disse...

Esta noite, o luar
é um corpo branco de mulher
no azul do ar,
reclinado,
roçando a fronte do poeta
eternamente dos céus enamorado.

Mas eu sou teu Amigo,
companheiro de
longas caminhadas.
Amigo
que não esquece a estrada,
porque ela é
uma doença romântica,
um assunto do coração,
uma metáfora da vida.
Anda, vem caminhar comigo
indiferente
a esta mais longa e
violenta caminhada,
porque terás sempre
a minha
SOLIDARIEDADE

*

Vem comigo, então, ao
http://lusoprosecontras.blogspot.com

o alquimista disse...

Os teus olhos estão repletos de palavras, são imenso oceano de profundo sentir, guardam a mágoa, a esperança que te impedem o partir, olhos que vêm para além do infinito...

Boa semana

Doce beijo

Ricardo Rayol disse...

Oi minha querida amiga, belissima homenagem que prestou. Um escrito intenso. Um beijo pelo dia das mães atrsado.

Luiz Carlos Reis disse...

Minha querida Amiga,

Falar sobre a beleza de tua homenagem é pouco frente ao que representa esse Ser maravilhoso criado por Deus: MÃE.

Um pouco atrasado mas todo dia é dia das Mães.
FELIZ DIA DAS MÃES!

Beijo para tí!

Daniela Mann disse...

Que homenagem maravilhosa...
Emocionei-me!
Mary, venha ao meu blog, é o meu aniversário!

DYNNY disse...

Olá querida... pulei do blog do Zé Carlos para conhecer seu adorável cantinho...muito adorável mesmo, os textos são maravilhosos... parabéns!!!!
Tenha uma semana iluminada e que papai do céu lhe proteja sempre e a sua linda família também...
bjs no coração

Nilza disse...

Olá!

Hoje, eu esqueci a poesia na cama.
Tentei sorrir e gritei ao receber uma mensagem.
Se você quiser dividir comigo minha indignação,
venha, nem sempre temos só coisas boas pra mostrar...

Beijos e bom dia!

Patricia disse...

Mãe é sempre mãe (e ponto final)!

bjs

ZezinhoMota disse...

Amiga, bonitas palavras, para alguém especial.
Sentimos esses sentimentos constantes em todos os momentos das nossas vidas.
És uma mulher muito doce, sente-se letra a letra nas palavras que são formadas pelo teu coração.
Que sejas feliz, porque se o quisermos não á nada que nos impeçam de sentir a felicidade.
Que está dentro da nossa mente.

Bom fim de semana

Bjnhs

ZezinhoMota