18 maio 2007











UM FILME INESQUECIVEL





Kafé, nao estou querendo roubar seu espaco de comentarista de filme (risos), mas hoje eu queria falar de um filme que assisti e foi um dos meus preferidos. Mas nao é filme novo, é antigo.

Primeiro que o artista ja e magnifico, o Robert DeNiro, e a artista a Meryl Streep, que tambem tem uma expressão belissima.
Esse filme eles se encontram pela primeira vez (porem sem se dar conta um do outro) numa famosa Livraria de N.York, onde ele está escolhendo um livro de jardinagem para a esposa, e ela um de barcos, para o marido.

Na saida, os dois dao um encontrão, e sem querer trocam os livros.
No Natal, surpresa, a mulher dele ganha um livro de barcos, e o marido dela, um de jardinagem (risos).
E um dia eles descobrem, por acaso, que pegam o mesmo trem. E comecam a conversar. E se dão conta que os livros foram trocados.

De lá para cá, os dois sempre se encontram e conversam no trem, e comecam a falar de suas vidas, ambos casados.
Aos poucos, comecam a se aproximar mais, um esperando pelo outro. Aquela necessidade da presenca.
Depois acabam tomando um cafe juntos, e comeca entao um sentimento entre os dois que nao havia ainda sido descoberto.

Ela, toma mais tempo se arrumando de manha. Ele, sai de casa ansioso para ve-la.
Tudo isso a gente comeca a ver, "por fora da cena". Como expectadores.
Parece que a gente comeca a fazer parte do filme, esperando por ele, ou por ela chegar, o encontro, as conversas, tudo de um modo puro e autentico.

Eles sempre chegam para pegar o mesmo trem da tarde. E um dia ele sai atrasado (era Engenheiro de uma Construcão). E pega o taxi, o taxi correndo, e ele agoniado....
Chega atrasado e ve o trem ja saindo... Ele para, (tao interessante notar a posicao do corpo que ele fica, a gente pode perceber ai o bom artista que ele é ), os bracos caidos, aquele rosto mostrando sua frustracao (presto atencao nos minimos detalhes).

Quando ouve ela chamá-lo. Quando ele vira e a ve... ele a pega pelo braco, vao para um canto da Estacao e ele a beija...
Esse beijo, nem que eu viva 100 anos, nao vou esquecer (ah! claro que vou, com metade disso, ja esqueco tudo! risos).

Mas nao sei explicar o sentimento desse momento!

Olha, esse eu nao vou contar o fim...mas este filme e magnifico! Primeiro que e com meu artista preferido, o Robert DeNiro, com aquela testa de "diabo" que eu adoro! Depois, a Meryl Streep, que tem um rosto meigo e uma expressao maravilhosa.
Dois artistas de primeira. Interpretacao maravilhosa. O enredo do filme, muito bonito!

Querem saber o fim? Peguem o filme. E quem já assistiu, ja sabe.
Emocionante!

Entao, hoje é isso. Desculpe Kafé , meu querido amigo, de roubar sua "profissao" por um dia (risos).

Qualquer hora volto.


Mary Fioratti

PS: Voces repararam como sou exagerada para escrever? Minhas palavras sempre sao bem fortes, como: MAGNIFICO, MARAVILHOSO, ESTUPENDO....risos...
Assim sou...como disse um dia minha psicanalista (sim, tive uma = cuidado!).
Sou uma pessoa que gosta de EMOCAO: cafe tem que ser pelando, sorvete congelado,
no frio, durmo com 4 cobertores, no calor durmo sem roupa, doce tem que ser doce de leite, bem enjoativo, chocolate tem que ser amargo e forte. Enfim...sou igual o George Bush, nao tenho meio termo...risos...



10 comentários:

Mário disse...

Mary, vim te avisar que linkei o Encontro da Saudade ao Apoio Fraterno. Abraços, Mário.

Jac C. disse...

Hehehehehe... pelos exemplos abaixo, de fato com vc não tem meio termo. Pessoas assim precisam se assumir com coragem, não é?
Bjs

Cristina disse...

Também adoro este filme
:)
Um bom fim de semana,
beijinhu

Menina do Rio disse...

Mary, valeu pelo filme. Já assisti algum tempo atrás e é realmente muito interessante. Só memso dois grandes astros do cinema pra dar vida a uma emoção.

beijinhos

Amaral disse...

Meryl Streep, uma preferida, De Niro, um grande do cinema - um Amor Enorme num filme ternurento, que envolve e se gruda e prende...
Também vi, também gostei, também lembro!...

Carreira disse...

Criei um blogue de opinião que agora estou a divulgar.
Se tiver interesse, não deixe de fazer uma visita: http://www.cegueiralusa.blogspot.com/
Caso goste, por favor divulgue, pois pretende ser mais um espaço de discussão em busca de uma cidadania mais activa.
O meu muito obrigado.
Com os melhores cumprimentos,
José Carreira

Daniela Mann disse...

É por isso que gosto tanto de si, sou igual! KKKKKKKKKKK
Beijinhos

ALF O Extasiado disse...

ô amiga, não o assisit, mas acredito piamente na sua descrição. Tão sensível que é, realmente o filme deve tocar até os menos sensíveis...

Iria adorar assisti-lo.

Obrigado pela dica querida amiga.

Beijos
:)

Saramar disse...

Ah! vou procurar querida, eu adoro a Meryll.
Acho-a linda como um anjo e excelente atriz.
Pelo jeito, a história é maravilhosa.

Sabe Mary, eu também sou assim em algumas coisas, não com o firo (ai, ai).
Adoro falar lindíssimo, maravilhoso e belíssimo.
Adoro você, sempre, por essa luz que transmite sempre e me ilumina com sua alegria de viver e sua alma de anjo.

beijos

Ricardo Rayol disse...

Já vi esse filme... me deu uma angustia danada, não sei por que.