25 março 2007



M A G A L I



Tinha meus 10 anos e morava em Ubatuba.
Naquele tempo nao havia encontrado nenhuma amiga que pudesse repartir os meus segredos, o que sentia.
Moravamos bem perto da praia do Cruzeiro, e eu adorava antes de ir na escola, colocar meu maio azul, e ir na praia andar na beirada do mar.
Juntava um saco de conchinhas, e ia molhando os pes na agua.
Assim, eu ia, quase todos os dias, mas sempre sentindo falta de alguem comigo.
Entao vi uma pedrinha. Uma pequena rocha, meio coloridinha. Eu comecei a chuta-la e ela comecou a me acompanhar.
Sem querer, me vi conversando com ela, contando coisas que tinha na minha cabeca. Meus pensamentos de menina.
Quando fui embora, eu a escondi num canto onde haviam grandes rochas. No outro dia, fui para a praia e procurei pela pedrinha.
La estava ela, no mesmo cantinho que deixei. Segurei-a na mao, e fui conversando com ela. Sentava na areia, e ficava a conversar....
Resolvi batiza-la de Magali. Nao sei porque escolhi esse nome, mas para mim era um nome forte, de uma
verdadeira amiga.
Por anos conversei com a Magali. Sempre a escondia nas pedras, e de manha, era sempre maravilhoso encontra-la.
Um dia meu pai chegou em casa no jantar, contando que mudariamos para a cidade de Sao Jose dos Campos, ele havia conseguido emprego de Gerente de Cinema.
Fiquei muito triste pensando em sair da cidade, e fui correndo contar para a Magali.
No dia que fui embora, fui busca-la, e a levei comigo.
Na viagem, eu abri a janela e mostrava a paisagem para ela. E quando chegamos em Sao Jose, Magali foi parar no meu quarto, que eu dividia com meu irmao.
Magali era meu segredo. Ninguem sabia dela. Mas ali ela estava todas as noites, embaixo do meu travesseiro.
Ia comigo para a escola, na minha bolsa.
Ate que um dia encontrei amigos reais. Comecei a fazer parte de uma turma, sair com eles.
Com o tempo a pobre Magali ficou esquecida, e na verdade nem sei onde ela foi parar.
Hoje penso, que essa pequena pedrinha sabia mais de mim do que qualquer pessoa. E foi embora com meus sonhos de crianca....

Por onde andará voce, Magali?


Mary Fioratti

13 comentários:

Joel Langarika disse...

I always remember my dear, dear friend Hubert, my brother! he died, but born in a day like this, march 25th, then i come to visit your blog and found this precious story of yours, and could not help it, I cried. Mary, my dear friend! thank you, everytime I found a comment in my deep blue sea, my eyes shine! thank you, thank you. Much love! Cheers!

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Dedico-lhe este poema magnífico da autora “Maria Petronilho”
Com uma bela semana...

Deixar Passar a Poesia

Abrir a voz.
Deixar passar a transparência
Como quem quer matar a sede

Na fonte a mão escorrendo água...

Do livro: Nas Asas do Mar

Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Zé Carlos disse...

É Mary minha menina querida, vc adora fazer aflorar a carne viva da saudade da gente....
Te admiro demais como escritora, te amo como amiga, te gosto... ZC

Ricardo Rayol disse...

Mary, uma estoria gostosa e repleta de saudades. Quantas crianças não recorrem a seus amigos imaginários por aí. Belissima passagem da sua vida que dividiu.

Janine Bettencourt disse...

Os nossos amuletos costumam ir embora quando não necessitamos mais deles...
talvez tenha sido isso que aconteceu com a sua Magali!

Musician disse...

Que historia delicada, querida!
Uma história alegre e triste ao mesmo tempo! Derreteu-me o coração Mary!
TE ADORO

Um beijinho*

Silvana Porto disse...

Olá minha querida Mary...
Obrigada pela sua visita em meu orkut.
Eu estou apanhando para mexer e entender os comandos do orkut, mas prometo lhe acrescentar sim.
Eu tive um pequeno problema, pois como o seu idioma é o inglês ele não aceitou imediatamente.
Vou configurar meu perfil e eu a adicionarei, e logo estaremos conversando e trocando idéias.
Um beijo no seu coração e tenha uma linda semana.
Te gosto... Sil Porto

Maria Lúcia disse...

MInês, sinceramente não tive o prazer em conhecer a Magali :-)
Com essa história está provando que muitos de nossos problemas podemos vencer através da imaginação,da criatividade...e no final de tudo, as respostas estão dentro da gente mesma..
Você sabe que adoro pedras...elas são maravilhosas, por isso também amei sua história.
Se eu encontrar a Magali por aqui, pode deixar que eu cuido dela..:-)
Beijos da mana
MLúcia

Momentos de vida disse...

Penso que magali não se perdeu...
Ela vive em tuas lembranças de menina e é aí que estará sempre...
Uma amiga assim não se perde...

beijinhos

Anônimo disse...

Eu tinha mania de conversar com as nuven´s... e elas sempre estão lá. Mas certa vez tinha uma tão próxima de mim, q tentei pegar, claro, tava muito longe, mas ela se oferecia pra mim, apelidei ela de algodãozinho; el parecia uma cama macia de algodão branquinho e sedoso, até hj, já bem veinha...rs... me lembro da 'algodãozinho'; eu a vi uma vez só e nas noites q se seguiram e até hj, ela nunca mais veio me ver, mas sempre manda suas amiguinhas, pra q eu não fique ainda mais solitária do q já sou.
Mary, querida, como sempre vc nos surpreende com seus belos relatos. Vc é vida, é transparência, é coração na mão, vc é linda demais e eu te admiro pra caramba. Beijos da Jé*.*

zezinhomota disse...

Mary, que linda esta história; numa das histórias da tua vida. Esta Saudade que foste buscar ao teu baú das recordações, foi um momento lindo que me deste para ler.
Agradeço-te do coração, mesmo na lonjura, és minha amiguinha e podes crer que um dia também te lembrarei com Saudade.
Obrigado pelas tuas palavras no meu cantinho, que vou melhorando dentro daquilo que faça parte de mim.
Sê feliz, amiga.

Beijo

ZezinhoMota

Luiz Carlos Reis disse...

Mary,

Que boas lembranças trouxestes! Deleite e verossimilhança nas palavras sempre cotidas de sentimentos.
Abraços para tí minha querida!

Beatriz Prestes disse...

Mary minha amiga....
Que linda esta particularidade tua! Doce e mágico ao mesmo tempo.
Fico imaginando quantos sonhos, quantas emoções, quantas histórias a Magali escutou de você!!
Fiquei lendo, e vendo o transcorrer das cenas e diálogos, frente aos olhos!!!
Maravilhosa é a alma da criança, para quem, não há sonhos ou fantasias que não possam ser realizadas!!!!
Poxa.....queria muito que você reencontrasse a Magali, e resgatasse um pouco da menina Mary que certamente ficou imantada, ali naquela pedrinha...rs
Beijo com amor minha amiga
Te adoro
Bea