18 março 2007


SAUDADE DE MIM




Puxei pelo meu avo Juquita. Ele sempre "cavava" sentimentos de passado, possivelmente para entender um pouco de si mesmo.
Somos nada mais e nada menos do que "peças" de quebra-cabeças de milhares de momentos que passamos. De milhares de pessoas que conhecemos.
Cada uma delas nos deu um pedaco de um sentimento. E assim, os juntamos.
Um dia, mergulhada numa caixa de fotografias, fiquei a procurar alguma que fosse do tempo em que moramos na Estrada Velha, em Sao Jose dos Campos.
Nessa foto eu tinha 20 anos. Lembro tao bem desse vestido. Era estampado de amarelo no meio, curtinho, e eu o usava sempre com uma sandalia marrom.
Essa casa tinha um lindo jardim feito pelo meu pai. Ele plantou um coqueirinho no meio, e as rosas de minha mae o circundavam.
Na area, os anturios que minha mae tanto gostava. Nunca achei anturios bonitos, mas passei a gostar deles por lembrar da minha mae.
Nesse dia, olhando essas fotos, nasceu essa poesia:




SAUDADE DE MIM



Abri um velho album de fotografias
Procurando por mim
Queria encontrar meus olhos
De antigamente
Aquele meu sorriso
Despreocupado
Queria encontrar aquela essência
Que com o tempo eu perdi

Meus cabelos longos ao vento
Meu jeito infantil de moleca
Minha pose sensual - patetica!
Aquele ar de "menina" fatal

Procurei por um brilho de êxtase
Uma deliciosa malicia delirante
Aquele ar de quem faz "pouco da vida"
Aquele gargalhar inconstante

Saudade daquela menina
Tão inocente.. tão pouco vivida
Que acreditava em principes
E que quando dormia
Encontrava em seus sonhos
Uma doce e louca fantasia

Saudade de um tempo
Quando nao existia o fantasma do futuro
Que hoje ataca no meio da noite
Meu quarto escuro

Saudade saudade de um nada
Que era "tão" tudo
E que ficou perdido no tempo
No som do vento
Num eco mudo

Saudade de uma estrada
Das flores do nosso jardim
Saudade dos meus antigos passos
De demorados abraços
Saudade de mim

®Mary Fioratti

11 comentários:

Verinha disse...

Querida Mary,

Tudo bem com você, minha flor?
Não...você não me conhece...eu estava no blog o Lino e fui parar no blog do Ricardo.
Foi aí que eu vi o nome do teu blog e...achei tão lindo que...vim aqui!
Quando eu li o primeiro post, que surpresa: eu sou de São José dos Campos!
Sera que nós nos conhecemos?
Eu nasci aqui...e você?
Que surpresa boa!
Não sei mas...eu acho que eu sou bem mais velha que você mas...será que nós já nos encontramos por aqui?
Eu li o teu post sobre ser mãe: SIMPLESMENTE LINDO!
Parabéns por teu cantinho...tão lindo!
Um abraço carinhoso,
Verinha

Beatriz Prestes disse...

Querida....tbém estava com saudade de você viu?
Teus poema me chega tão carregado de sentimento, cada verso dele tem uma enorme parte do que vai no meu coração.....
Parece que fala um pouco de mim!!! Da sempre busca do que fomos....anseios de para onde caminhamos.
É um identificar-se pelas intenções sonhadas, medos, vontades.....
Realmente chega a dar saudade do que fomos...
Maravilhoso poema amiga que amo!!
Beijo com amor
Bea

Luiz Carlos Reis disse...

Mary,

Essa busca interior traz a retórica de lembranças boas e a paz de que tanto necessitamos...!!!
Um beijo para tí!

Luiz Carlos Reis disse...

Mary,
Finalmente consegui colocar uma foto no meu blog!

Essa tem aproximadamente uns três anos atrás!
Abraços!

Ricardo Rayol disse...

Ah, a saudade.. quantas lembrnças queridas e as que queremos esquecer... fiz uma réplica ao teu poema e mandei por email.. espero que goste.

Endless... disse...

Mary!

Sempre linda!
Ontem, hoje e sempre!:)
Sim sempre linda, não somente por fora mas por dentro também!O mais importante!!!
Adoro esse teu coração!
Que rica pessoa deves ser!
Continua senpre igual a ti própria!

Beijinhos

Zé Carlos disse...

Oi Mary linda....
Nem me fale eu saudades....
Existem fases que dá saudades até da dor de dente dos doze anos !!!

Lindo seu post... vc sempre foi bonitinha.....

Bjs do amigo Zé

Cristina disse...

Mary,
Eras linda, continuas linda, e continuas a escrever muito bem, os meus parabéns
:)
beijinhu

Kalinka disse...

Amigos e Amigas,

convido, espero que aceite, é um dia especial para mim, foi neste Mundo que nos conhecemos e isso para mim é muito importante.

Hoje é dia de Festa - o 2º aniversário do KALINKA. Espero-vos para o tchim-tchim com o espumante.
COR - ALEGRIA - ANIMAÇÃO - MÚSICA serão constantes durante todo o dia.
Escolhi um lugar paradisíaco; compareçam com traje normal, à vontade; estarei todo o dia à vossa disposição; haverá momentos de poesia, convívio e até dança, além dos comes e bebes.

Daniela Mann disse...

A foto é linda, mas actuais também!
A Mary é uma pessoa maravilhosa de uma sensibilidade incrivel...
Tem sido um prazer conhecê-la.
Beijinhos

Alexis Coald disse...

Mary

continuas linda,maravilhosa,escrever muito bem.

Adoro esse teu coração!

Beijinhos do amigo alexis