21 março 2007



PENSAMENTOS DE UMA QUARTA-FEIRA




Nunca um ano comecou para mim tao dificil. Nao, nao posso reclamar. O "dificil", é ainda tao facil, apenas acho que eu nao estava acostumada com diferentes emocoes.
Primeiro, com a idade vao surgindo tantos questionamentos. Nao olhamos mais o mundo como antes.
Tem suas vantagens...e desvantagens.
Os sonhos vao se tornando mais apagados. A realidade pisa em cima deles.
E ficamos entre "sonhar" e "nao sonhar"...

O mundo lá fora se apresenta mais real, mais objetivo diante de nossos olhos. As nossas fantasias se tornam "realidade".

Nao, nao deixei de sonhar. Mas este ano, algo mudou dentro de mim.

Talvez seja a ida da minha filha para uma Faculdade, longe de nos. Dentro de mim, há uma briga interior: quero que ela vá...e ao mesmo tempo, sei que vou sentir muita falta.
No entanto, essa é a vida. Como dizem, e tao sabiamente, "nao criamos os filhos para nos, mas para o mundo"...
Essas frases sao bonitas e verdadeiras, mas as vezes dificeis de serem assimiladas, principalmente por uma pessoa sensivel como eu.

A grande verdade é que agora tem sido dificil conviver com uma "semi-adulta" dentro de casa. Ela nao é mais aquela menina que eu colocava na cama todas as noites.
Tem sua personalidade (forte), e briga com seus sentimentos de amor, raiva, decepcao, tentando se firmar como pessoa.
Muitas vezes sua presenca me incomoda. E esse sentimento, tambem me incomoda.

Nessa Sexta-feira, iremos para Toledo, Ohio a tarde. Fica a 4 horas daqui. Ela tem um programa Sabado o dia inteiro na Faculdade, para os novos alunos.
Vamos aproveitar para ver como sao os dormitorios. Ela quer ficar no "International House", que é um lugar que acomoda 400 estudantes de todos os Paises.
Minha filha sempre gostou de se relacionar com pessoas de outros Paises. E acredito que mesmo americana, por ter nascido no Brasil, ela se sente meio "estrangeira".

Este é o Predio do "International House"



Estes sao os quartos. O da esquerda, e individual. O da direita, (2 quartos) acomodam 2 pessoas em cada um, dois quartos separados, e uma sala comum aos dois quartos. Esse ultimo é que ela quer ficar.



Fico contente que ela tenha escolhido fazer Marketing. Ela é muito criativa, e temos quese certeza que escolheu uma profissao certa.

No entanto, o futuro e sempre uma incognita.

Quando fomos visitar a Faculdade, tanto o Roque e eu ficamos com muita vontade de voltar a ser jovens e estudar num lugar assim.
No nosso tempo, nao havia a oportunidade de morar numa Faculdade.

Quando fiz Faculdade, eu trabalhava o dia todo na Johnson, e estudava a noite. Paguei minha Faculdade inteira.

Hoje penso como deve ser delicioso morar numa Faculdade, conviver com estudantes, estar longe de casa, crescer.


Mary Fioratti

6 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Bom, só posso dizer que ainda tenho uns 13 anos pela frente antes de passar por isso. E publiquei minha réplica hoje. bjs .

Silvana Porto disse...

Olá Mary querida...
Desculpe a minha ausência. Tenho estado trabalhando muito e quase sem tempo.
Mal consigo postar novas mensagens em meu flog. Mas guardo todos os meus amigos no coração e não os esqueço.
Seu blog me faz tão bem. Sinto uma grande paz.
Ontem vi uma das suas poesias no flog do Zé, e senti saudades.
É Mary este seu texto é de grande importância e nos faz parar e pensar um pouco em nossas vidas e refletir... será que estamos preparados para mudanças, ou só a enxergamos quando elas acontecem?
Filhos... só quem os tem pode falar com propriedade.

Beijo enorme e tenha uma linda quarta feira... Sil

Cristina disse...

Mary,
Estou a passar o mesmo com o meu filho que acaba o liceu este ano, só com uma pequena diferença, ele ainda não sabe o que quer fazer com a vida dele, e anda numa fase que só quer brincadeira, e meninas, e meninos, concordo contigo que é uma idade muito difícil, eu que o diga, tenho passado bastante com ele...
Desejo-te toda a sorte do mundo com a tua filhota, espero que o meu acalme mais um pouco e rápido
:)
boa primavera
beijinhu

Daniela Mann disse...

A Mary tem razão, essas frases são mesmo dificeis de assimilar!!!
Quem me dera ter sempre o pintainho debaixo da asa! eh eh eh
Mas não pode ser!
pelas fotos, o lugar parece fantástico e vai ser muito bom para a Pati amadurecer.
Beijinhos e tudo de bom!

Alexis Coald disse...

Mary

Este seu texto nos faz pensar.
Frases sao bonitas e verdadeiras.
linda quarta feira...

Beijinhos do amigo alexis

amordemadrugada disse...

Bonito o que escreve! Ah! Não consigo assimilar isso de que , nós criamos os filhos para o mundo...
Meu filho é meu Egoísmo?! Não! Muito Amor! Beijito