24 fevereiro 2007




DUETO - DAUFEN BACH E MARY FIORATTI



QUANDO TE BEIJEI A BOCA

®Daufen Bach


quando te beijei a boca
descobri que cruzaríamos sóis,
invernos,
percebi que percorreríamos infernos
em busca das águas mansas
de uma paz ainda não nascida.

a tua boca molhada e quente,
sabida de destinos,
desconhecida de rumos e
de desejos e agonia vestida,
logrou-me o artifício da segurança
e aos teus pés,
não sei se por reverencia
ou por mendigar clemência,
pus-me.

quando te beijei a boca
e tua língua de palavras roucas,
no meu ouvido
insinuaram canções,
perdi o meu caminho já antes traçado,
sabia que ficaria ao teu lado
a viajar este mundo de ilusões.



QUANDO VOCE BEIJOU MINHA BOCA


®Mary Fioratti




meus olhos fixos no seus
pediam tanto esse beijo...
que se movia com gosto de desejo
tocando minha boca com avidez
e foi como se uma tempestade
arrebatasse meu corpo
foi um beijo de "primeira vez"


a sua boca percorria meus lábios
como uma prece de amor
e profanava com a língua o seu desejo
nos cantos mais escondidos
de meus sentidos
e quando deitou a cabeça no meu colo
emaranhei minhas mãos em seus cabelos
fechando os olhos e expirando o desejo
e com você fui a pedinte descarada
implorando por mais um beijo
e mais nada...

quando você beijou-me outra vez
atendendo meu pedido tao mendigo
a minha língua quis excitar-lhe o ouvido
dizendo-lhe coisas que somente se segredam
e depois daquele beijo alucinado
deitei sua cabeça em meus braços
e com a boca, percorri todos seus traços
e adormeci no seu sorriso de menino





* * *

18 comentários:

mabel casas disse...

mary
este también es un encuentro
de versos y fronteras,aunque ahora estés en el norte
tu poesía tiene la pasión y el color del sur sumando ternuras y pensamientos en todos los pedazos que somos cada María o sea cada mujer
un gusto pasar
saludos argentinos
mabel

Kalinka disse...

Que bom que retornei ao seu cantinho.
Na nossa caminhada de Vida, muitas vezes temos que nos apartar do mundo e ficarmos a sós connosco. Para reflectirmos e adquirirmos forças para seguir, porque tudo é um caminho sem volta.
Estou aqui e estarei sempre.
Não esqueci que, pelas tuas palavras, eu percebi que o mundo continuava ali, e que era hora de voltar a vivenciá-lo. Elas, na época, foram a força que precisei para inciar esta nova caminhada que, hoje, me é tão prazeirosa.

Beijitos.
Bom fim de semana.

Poemas e Cotidiano disse...

Mabel,
Obrigada pela sua visita. Vou visitar voce tambem, viu?
Um beijo
MARY

Poemas e Cotidiano disse...

Kalinka,
Ja andava com saudades de voce.
Que bom saber que minhas palavras de uma certa forma fizeram voce feliz, minha amiga.
Um beijo carinhoso
MARY

Daniela Mann disse...

Isso é que é um beijo a valer! ;)
Mary, amei o seu comentário... penso que temos tantos aspectos em comum!
Beijinhos

Poemas e Cotidiano disse...

Dani querida: Tambem acho que temos muita coisa em comum (ja pensei isso antes, sabia?).
Que bom ne linda?
Um beijo carinhoso
MARY

Amaral disse...

Belo de encantar
Um encanto de beleza
Uma beleza de embalar
Um embalo de arrebatar
Um arrebatar de desejo
Um desejo de amar
Na simples candura de beijar...

Tão pouco, tão pouquinho para dizer que adorei os dois!!!!

Joel Langarika disse...

This exquisite corpse (that`s what we call it in spanish: cadaver exquisito) it`s great, both, made that our eyes get a fixation in every word, in every sentence, both are such a great poets! xoxo Cheers mary. Joel

Betty Branco Martins disse...

Querida Mary

O Beijo_________o arrebatar dos sentidos

Aquele beijo_________o império dos sentidos

Maravilhosos os teus poemas

Beijinhos com carinho
BDomingo

Sir-K disse...

Olá amiga.

O bom gosto e a boa poesia impera na tua página
Continua assim partilhando a beleza de teus post´s com quem te lê.

Que linda parceria, que belo beijo, ou melhor que belo hino ao mesmo... e quem sabe ao amor.
Parabéns aos poetas.

Bem-haja.

Boa semana.
Beijos e um sorriso

Poemas e Cotidiano disse...

Joel my dear friend:
I always smile when I see you here.
You are a great poet! You write with your heart!
Cheers from Cincinnati, and *a kiss*.
Love,
Mary

Poemas e Cotidiano disse...

Amaral...meu querido!
Sua presenca aqui eh muito esperada, viu?
"Tao pouquinho" voce diz, mas "diz tanto".
Te adoro meu amigo!
Beijos
MARY

Poemas e Cotidiano disse...

Betty: Fui visita-la e fiquei boquiaberta com seu poema tao lindo minha amiga!
Obrigada pela sua visita!
Um beijo carinhoso
MARY

Poemas e Cotidiano disse...

Sir-k meu amigo!
Que seria de meu Blog sem "seu sorriso?" heim?
Olha, estou com saudades do seu Blog e hoje vou visita-lo, viu?
Um beijo carinhoso
MARY

Zé Carlos disse...

Lindo poema menina.....

Beijos do ZC

Marília - SP - Brasil

Alexis Coald disse...

Hoy es domingo día que tengo destinado a comentar en los blog de mis amigos y tú eres una de las más importantes.

Los dos poemas son una maravilla, sobretodo el tuyo amiga.

La boca es la puerta donde salen las palabras del corazón y un bello instrumento de seducción.

Te abrazo,me encanto tu post Mary

Poemas e Cotidiano disse...

Ze querido: Muito obrigada. Fico feliz quando voce aparece aqui para me visitar.
Sua presenca eh muito importante para mim.
Beijos
MARY

Poemas e Cotidiano disse...

Alexis, meu amigo querido!
Que saudades de voce! Senti muita saudade de visita-lo.
Que bom que voce veio aqui, com suas palavras tao doces.
Obrigada por dizer que sou uma das mais importantes. Voce tambem eh muito importante para mim!
Um beijo
MARY