29 março 2006




CONFISSOES IMPUBLICAVEIS




Ha um corredor imaginario
onde coloco meus sonhos
cheio de insinuacoes
ele e como um labirinto
e guarda em cada cantinho
de sua parede solitaria
um pensamento, um desejo
um sorriso dado escondido
num momento de amor imaginado
Nao ha limites nesse meu corredor
ele abriga milhares de sentimentos
abertos, realistas, crus
que vem me trazer arrepios na pele
nao se amedrontam em serem a voce declarados
escancaram-se ao toque das suas maos
e do olhar que me penetra como raio laser
queimando meu intimo
Nesse meu secreto lugar
ha uma poesia escondida, inusitada
atras de um vaso de flor
e a alma sussurra segredos inconfessaveis
que meu corredor imaginario abriga
Ah!...impublicaveis segredos de amor

®Mary Fioratti

Um comentário:

Neith disse...

Os segredos de amor que são como flamas que se ateiam e incendeiam... Beijinhos