29 agosto 2006




SEU ROSTO




Seu rosto tem aquela ausencia
que me faco presente
um "quê" de melancolia
uma expressao de solidao
que eu completo

Seu rosto tem aquela ternura
tecida em anos de luta
aquela ansia natural da inteligencia
uma expressao de crianca
um apelo de carencia

Seu rosto amanhece e anoitece comigo
parece uma cena de um filme
que a gente nunca esquece
um flash de esperanca, uma estrela brilhante
que ilumina nos meus dias

Seu rosto jamais seria pintado
pelas maos de Portinari ou Rembrandt
ninguem alcancaria sua alma de menino
nem entenderia os tracos
da sua profunda solidao

Quando seu rosto desenha-se suave
como uma nuvem no ceu de meu pensamento
emolduro-o na minha emocao
e com o prego colhido de minh´alma
penduro-o na parede de meu coracao




®Mary Fioratti

5 comentários:

o alquimista disse...

E eu pendurei-te num lugarzinho muito especial onde só cabem pessoas como tu...é tão infinitamente gostoso passar aqui, saber que existe...já tinha saudades...

Mágico beijo

dreams disse...

pintas com a alma um quadro imerso em sonhos e amor...

lindo...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Saramar disse...

Minha querida!
Feliz do ser amado que merece um poema assim, belo, rico de tanto sentimento, pleno de amor.
Maravilhoso!

beijos

Ju disse...

Encantador =)

Beijos

Alexis Coald disse...

Mary
Usted es una acuarela de colores poeticos, bello, se nota su sentimientos en el.
Gracias por este bello poema.
Cariños