10 setembro 2006




FALANDO DE SENTIMENTOS





Quantos amigos tenho, e como os amo! Cada um deles representa uma pecinha no quebra-cabeças da minha vida.
Carrego meus amigos mundo afora, eles vão bem dentro do meu coração.
Amigos de infância, amigos de adolescência, amigos das Companhias que trabalhei,amigos que fiz nas Lojas, Supermercados, Correio, amigos de todas cores, tamanhos, e tipos.
Meus amigos são imprescindíveis em minha vida. Preciso de cada um deles, de uma forma absoluta.
Um dia me perguntaram: "Quem é seu melhor amigo?" e eu disse: "Ninguém em especifico." Na verdade, meus amigos formam uma grande multidão, cabeças diferentes, e os vejo como um coração gigante.
Para cada situação da minha vida eu tenho um amigo: aquele que me faz rir, outro que se emociona e chora comigo. Há o amigo serio, o amigo lucido, o amigo experiente, o amigo falador, o amigo quieto, o prestativo.
Pensando em cada um deles agora (digo "eles", mas quer dizer, "eles" e "elas" em geral), e posso sentir como vejo cada um.
Como sera que meus amigos me vêem? Por exemplo, quando recebo um email de um deles, dentro de meu coração ouço um som diferente que emana de cada um.
Como seria o meu som para eles?
Cada um tem quase o mesmo coração. Apenas diferentes modos de encarar a vida.
Conservo tantos amigos de infância, mas tantos, tantos de adolescência que mantenho contato quase todos os dias, através de emails. Sinto-me tão feliz com isso!
Quando trabalhei na Ericsson fui secretaria de 4 suecos. Afeiçoei-me demais a eles. Eles não falavam o Português, e fui a secretaria, a amiga, aquela que entendia ate o que eles "não falavam". Eles foram responsáveis pela construção de uma extensão da Ericsson e com eles fiquei um ano.
Havia um em especial, que conversávamos muito. Ele era baixinho, parecia frágil, era muito inteligente.
Eles acabaram voltando todos para a Suécia após a construção da Ericsson foi terminada. E aquele dia eu lembro que chorei muito, e ate eles choraram.
Passaram-se anos e anos...
Um dia resolvi acha-lo pelo sobrenome. Ele era casado, tinha um filho, e eu sabia que moravam em Estocolmo, Suécia. Acabei achando, e falei com a mulher dele. E ela me disse: "Nossa, que coincidência você ligar agora. Ele morreu a semana passada!".
Aquilo me chocou tanto! Chorei tanto ao lembrar dele. Contei para meu marido e ele falou: "Mary, isso foi ha 32 anos atras, você quer ligar e encontrar tudo igual?"
O que reparti de mim, e o que recebi, sempre terá para mim um sabor de ontem.
Sempre! Tudo que foi importante na minha vida, esta gravado no meu coração, de uma forma absoluta e definitiva.
Elas não precisam voltar para mim exatamente da forma que eram antes. Mas sim de uma forma madura, um sentimento "envelhecido" pelo entendimento e pelo amor incondicional. Porque o sentimento que guardei dos momentos, do que dei de mim, e do que recebi, se estao gravados dentro de mim, sao ETERNOS.
Amor incondicional. Aquele total, completo, que não se vê cor, tamanho, tipo, rosto, aparência.
Um amor como os das criancas: um AMOR para sempre.




®Mary Fioratti

13 comentários:

Zé Carlos disse...

Garota, vc é muito linda por fora e por dentro.... em nome de um pedacinho de amigo, agradeço de coração. Beijão do Zé

Anônimo disse...

Você é linda, amável, e tem um coração enooorme!

Musician disse...

Querida, já te disse que te amo muito?! :)
És tão bonito minha amiga!
Fico muito feliz por fazer parte desse teu coração maravilhoso!

Um doce beijinho para ti*

Luiz Carlos Reis disse...

Agradeço poder fazer parte e ser teu amigo. Sê-lo como um pequenino pingo de tinta no papel. A tua essência maravilhosa e teu carisma alto astral completam essa linda menina que há em você.
Abraços no teu coração e continue iluminada sempre, pois tens referencial.
Beijos e boa semana!

o alquimista disse...

Desafio aceite, passa no meu espaço...

Doce beijo

daniel sant'iago disse...

A tolerância ao amar...

daniel

José Alberto Mostardinha disse...

Hello:

The blog Estados Gerais (General States) await your visit and comment on this day that the world cannot forget.

greetings,


http://estadosgerais.blogspot.com

Tom, um ser diferente... disse...

Olá Mary,
Lindo texto sobre os amigos.

Obrigado por sua visita a minha casa.
Seja sempre bem vinda!

Forte abraço,

Tom

Kafé Roceiro disse...

Minha doce amiga,
você é demais! Falando nisso, está mais calminha?
Continuo com sodade docê, uai!
Mulé arretada de supimpa!

Alexis Coald disse...

Mary
Los amigos son importantes hay que saber cuidarlos y amarlos.
Bellas letras
Cariños

TINTA DEL CORAZON disse...

voce eu una okupa en nuestros corazones, y somos felices de ello.
eu soy naufragator.con un nuevo blog.con cuentos de mis alumnos y mios.te invito con cariño.
carlos.eu soy tintadelcorazon.
quien tiene un millon de amigos no le sobra ninguno.

Kafé Roceiro disse...

Tô aqui de novo só pra você não me xingar...êita! No mais esse texto é tocante e maravilhoso como tudo que escreve. Leios seus comentários e rio sozinho. Você é uma cronista nata.
Beijos do Kafé.

AS disse...

Querida Mary, a amizade é uma das mais belas formas de amor!...
Quem não tem amigos será seguramente alguém muito triste...


Beijos...