14 setembro 2006




PENSANDO NA VIDA





Minha filha essa semana fez 17 anos. Este ursinho foi o primeiro presente que na epoca, veio para ela dos EUA, atraves de amigos (nessa epoca moravamos no Brasil).
Comeco, antecipadamente, sentir um vazio, que vai ser a sua ausencia.
No dia do seu aniversario, alem de outras coisinhas, fui comprar para ela alguns peixinhos. Ela faz tempo que esta querendo.
E o cara da loja me diz: "Esse tipo eh bonitinho, voce nao gosta?"
E eu: "Gostei sim...mas quero mais coloridinho, ela gosta de coisas coloridas"
E ele: "Quantos aninhos ela tem?"
Eu: "17".
Ele olhou para mim e disse: "Are you kidding me?" (Voce esta brincando?)
Demos muita risada.

Resultado: comprei tres peixinhos. Eu mesma montei o aquario, colocando pedras no
fundo, enfeitadinho com arvorezinhas.



Agora estou aqui no basement, ouvindo o barulho dela no quarto, treinando o rifle para a competicao no Sabado. A musica alta. Como vou sentir falta disso!

Outro dia, arrumando umas coisas no quarto dela, peguei sua Agenda de Escola. E nela, estava a contagem regressiva, a cada dia...e no ultimo dia (em junho de 2007) estava: "Graduation".
Choreeeeeeei... na minha cabeca vieram tantas coisas...tantos momentos maravilhosos, significantes. Ninguem e capaz de entender isso, somente uma mae.

Em outubro teremos o Jogo de Futebol da escola onde eles farao uma homenagem para os "Seniors" (como eles chamam os alunos que estao cursando o ultimo ano).
A homenagem eh feita no meio do campo, e os pais carregam o que os filhos usam no Color Guard. Eu carregarei a bandeira, o meu marido o rifle (aquele que ela faz acrobacias).

Antes dos Jogos, quando toca o Hino Americano, eu sempre choro. Um choro silencioso embutido, e um sentimento tao estranho! Hino eh algo muito forte. Sinto-me repartida ao meio.
Acho maravilhoso o Hino Americano. Emocionante. Assim como o Hino Nacional Brasileiro, que traz dentro de mim sentimentos inexplicaveis.

E na noite dos "Seniors", (em Outubro), eu pergunto: quem levara atras de mim a caixa de lencinhos de papel Klenex? Vou molhar aquele campo inteiro. Eu me conheco!


®Mary Fioratti

5 comentários:

Kafé Roceiro disse...

É, já estou vendo a cena. Você chorando igual uma maluca, sua filha rindo de felicidade junto com os coleguinhas e seu marido orgulhoso e sorridente. Acho que só as mulheres se comportam assim mesmo. Acho que isso se chama sensibilidade feminina! E você está dentro disso inteira... Beijos e mais beijos.

o alquimista disse...

Então mãe galinha...porta-te bem, como gente grande!...pois! tu és uma coisa muito bonita, um monstro de ternura com quem eu tenho a honra de comunicar...tantas felicidades para a tua pequenina é o que te desejo e a ela também...

Um doce e terno beijo

terezinha disse...

Mary,
So mesmo, nos maes sentimos tao intensamente esta"perda",nossos filhotes tentando alçar voo,a gente como que querendo "podar" suas asas.Mas e impossivel,temos que deixa-los ir,viver outras situacoes,conhecer novas pessoas...
Sei desse vazio que da...mas e a vida.Aproveite estes acontecimentos para estarem pertinho.
Estou 100%solidaria neste seu momento.
Beijaaaao
cunhadinha

justine disse...

és simplesmente mãe... e com tudo o que isso significa...
ela deve ter um orgulho enorme de ser tua filha...

um beijo
justine

Alexis Coald disse...

Amiga gracias por compartir parte de tu vida familiar con nosotros y gracias por ser como eres, un ángel.
Cariños