07 novembro 2006




AMOR DE MÃE





Amor de mãe é assim
um conforto sempre presente
um carinho sem barreiras
um entendimento sem limites
Nos olhos de uma mãe
sempre encontramos
aquele caminho perdido
onde sempre nos achamos
quando nesse mundo
tudo parece sem sentido
Se ninguém nos entende
ela sorri
Se alguém não nos aceita
ela abraça
e nos faz entender
que seu abraço é pura aceitação
Em uma multidão
se não encontramos olhares
ha sempre um olhar
parado, fixo
como se estivesse emoldurado
como um quadro na parede
Olhos que nos guardam
nos protegem
embalados de amor
pressentem nossas alegrias
comungam com nossa dor
Mãe! sempre a abraço a distancia
e mesmo você não estando hoje aqui
sempre encontro seus olhos
na multidão
aqueles seus olhos meigos, amendoados,
talvez um pouco tristes
mas ainda tão presentes
na minha solidão



Mary Fioratti

4 comentários:

Musician disse...

Mãe é tudo isso e tanto mais, não é querida?
É tão dificil falar das mães!
São tão especiais, tão importantes!

Mas está lindo este teu poema, muito carinhoso mesmo!

Um beijo desta tua amiga*

ALF O Extasiado disse...

Um amor de mãe, que todo mundo deseja ter. E se tem, agradece muito a Deus. É o meu caso.
Lindo texto.

;)

Daniela Mann disse...

Que maravilha...

Alexis Coald disse...

Este poema toco mi alma, el tema me duele mucho.

Te abrazo amiga,escribes maravilloso