11 novembro 2006




NOSSO ENCONTRO




Eu sonho assim o nosso encontro
Um lugar qualquer marcado no tempo
Vou me vestir de amor
E me perfumar de poesia...
Olharei pelo canto da janela
Adivinhando seu vulto
vindo pelas esquinas
Coração batendo alto
respiração entrecortada
E de repente a porta se abrirá
E eu verei sua figura tão amada
tão querida!
Meus braços se abrirão
acolhendo a sua cabeça
Sentindo a pele de seu rosto
com minhas mãos
Fechando os olhos
morrendo de emoção
Eu sonho assim o nosso encontro
Meus lábios se esfregando
suavemente em seu rosto
Sentindo cada detalhe
com meus olhos fechados
Aspirando o perfume natural
de sua pele
Embebedando-me de seu existir
Um beijo interminável
molhado de emoções
Uma loucura incontida
em cada gesto
Gemidos entrecortados
de soluços
Amor tão grande
que não vai caber no peito
Eu sonho assim o nosso encontro
Um silêncio
cheio de palavras
Nossos olhares presos
pelas nossas íris
Um mar de amor transbordando
em nossos gestos
Um "ter que ir"...
"e um querer ficar"...
Um soluço incontido
uma vontade de chorar...
Nao querendo imaginar sua partida
Recostar em seus braços
olhando o seu rosto
Como se estivesse vendo
a ultima paisagem
da minha vida

®Mary Fioratti

8 comentários:

daniel sant'iago disse...

Todo o encontro de qualquer amor...

Kafé Roceiro disse...

Saudade de minha amiga mor. Minha querida que só fala coisas belas e acolhedoras. Você é demais! Beijos procê...

Jéssica disse...

'vou me vestir de amor'
Que poesia mais linda...
Qta doçura, qto sentimento. É assim q eu sinto, é assim q eu penso, é assim q eu amo...
Lindod emais teu poema, amiga.
beijos*.*

AS disse...

Minha querida Mary,
Senti cada palavra deste poema como uma suave caricia...


Beijo_____Tee

Ni disse...

Senti saudades e voei até aqui... no brilho do afecto... do que não conhece distâncias.
...
Confesso que me alegrou a enorme, cada vez maior, qualidade poética dos seus poemas.
...

Mary... irmã do sorriso de luz e som de estrelas azuis... SAUDADES!

...

Abraço de vento... com muito, muito carinho.

Ni*

Betty Branco Martins disse...

Querida Mary

As tuas suaves palvras - fazem deste lindo poema uma verdadeira carícia...

Belo

Beijinhos com carinho
BoaSemana

Ricardo Rayol disse...

isso que eu chamo de texto irretocável... boa semana

Alexis Coald disse...

El encuentro con el ser amado es algo que nunca se olvida, se graba en el alma, excelentes letras, te felicito.

Un abrazo fuerte y cariñoso