09 janeiro 2007



UM QUADRO




®Mareluz


Arrumo a minha casa.
E finalizo, pregando um quadro
na parede vazia.
Olho de perto, de longe
analiso todos os detalhes
com perfeccionismo.
Ainda não estou satisfeita.
Mas, na paisagem limitada
pela moldura da razão
vem correndo o coração
ser o fiel da balança.

Assim mesmo, preocupo-me
com o efeito...
E, se não agradar à visita,
o que fazer?
Se estas águas que vejo se moverem,
aos seus olhos forem águas paradas?
Se esta emocionada tela
que minha vida revela
lhe parecer natureza-morta?
Se, o perfume que se desprende
seu olfato não sentir?

Percebo então, que arrumo minha casa
para agradar aos olhos do viajante...
aquele que passará aqui por um instante
carregando outras paisagens na mente.
E, quando partir, deixará tudo para trás...
sem saber de meu ridículo desvelo...
daqueles cuidadosos gestos planejados
para mostrar-lhe um pouco de minha alma.




Esta poesia é da minha irma Maria Lucia (Mareluz).
Achei linda, por isso a postei! Espero que voces gostem.
Uma poesia expressiva, que me tocou o coracao.
Endereco de seu Blog:

  • BLOG VERSOS LIVRES


  • 11 comentários:

    Ricardo Rayol disse...

    Mary, e não somos todos uma vitrine que é vista em átimos ao longo de nossa vida?

    Mateus Seixas disse...

    Eu é quem agradeço sua mensagem.
    Fica na paz de Deus.
    ;)

    Silvana Porto disse...

    Boa noite querida amiga...

    Antes deste lindo texto de sua irmão você falou sobre sonhos. Acho que estávamos todos nostálgicos e querendo fugir um pouco da realidade.
    Eu postei um texto sobre sonhos. Passe e dê uma olhada.
    Os flogs e blogs que passei, alguns postaram poesias sobre sonhos.

    Estou aguardando a sua visita. O meu flog está aberto novamente.
    Sua presença é muito agradável e gosto de seu comentáriosa também.

    Beijos e tenha uma ótima noite de descanso... Sil

    PS: Amanhã conhecerei o blog de sua irmã. Os meus olhinhos estão embaralhando. Estou arrumando alguns cadernos e anotações até o final do mês, quando começo a minha correria.

    Luiz Carlos Reis disse...

    Meus Parabéns! Família de Poetas...(risos). Primoroso a forma poética como são descritos os detalhes, um momento único que por vezes passa desapercebido.
    Um grande beijo para tí minha querida!

    Luiz Carlos Reis disse...

    Querida, permita-me visitar o versos livres...Beijos!

    eu disse...

    Mary,
    Lindissimo o poema de sua irmã !
    Ela nos faz viajar em cada verso ...

    Grande beijo no coração

    ALF O Extasiado disse...

    Tocou a todos nós amiga.
    Uma lindíssimo poesia.

    Estou agora mesmo indo visitar a sua irmã.

    bjão e muita luz.
    :)

    mixtu disse...

    muito bonita...

    a preocupação de agradar a outros...

    um quadro... uma vida... vidas...

    beijinhos, miguita

    yayayaya

    Daniela Mann disse...

    De facto, uma belíssima conjugação de poema com imagem! Ficou brutal!
    Beijinhos

    zezinhomota disse...

    Linda poesia de sua mana; a minha ausência acontece por acaso, mas não me esqueço das minhas amigas como a Mary.
    O Novo ano que seja para si e familia tudo aquilo que deseja.

    Especialmente seja feliz.

    Bjnhs

    ZezinhoMota

    o alquimista disse...

    Eu gostei, a tua irmâ é uma enternecedora poetiza...Sabes acabei de vir de dar uma aula de artes plásticas e ocorre-me que tudo o que fazemos de certa maneira toca sempre em alguém...

    Doce beijo