15 dezembro 2005




QUANDO EU PRECISO DE VOCÊ




Quando eu preciso de você
e meus braços se estendem
e meu amor se enternece
eu quero você comigo
totalmente ao meu lado
como se fosse uma musica
fazendo parte constante
da minha alma
Quando eu preciso de você
eu sorrio, e eu o chamo
um chamado interior de saudade
que silenciosamente proclamo
Quando eu preciso de você
quero suas palavras inteiras
aquelas verdadeiras
vindas de dentro
ecoadas pela voz da alma
Porque eu sou assim
quando me domina um sentimento
o fogo do amor se aproxima
dele quero a essência
Quando eu preciso de você
eh uma necessidade inteira
de que comunguemos
o mesmo fogo
que sejamos abençoados
pela mesma água benta
que deitemos na mesma cama
contando segredos
repartindo o travesseiro
enroscando nossas pernas
e nossas almas
por inteiro

®Mary Fioratti

3 comentários:

Zé Carlos disse...

Linda poesia menina Mary. É muito bom se acordar e sentirmos o aflorar de sentimentos de uma forma tão intensa.....
Hoje estou fora do ar !!! O Terra, e-mail, Fotolog tudo está fora do ar aqui em Marília, por isto ficará sem resposta o que tiver vindo e sem atualização o Flog.
Um dia lindo e um beijo do amigo, Zé Carlos

nicinha disse...

Mary,
Gosto muito de poesia. O Seu poema é lindo. Retrata bem momentos preciosos de casais que se amam e se completam. Vim através do amigo Zé Carlos. Parabéns o seu blog é bonito e original.
Um bom fim de semana.
Eunice

Marilia Mota disse...

Tb vim conhecer seu blog porque gostei dos seus comentários no blog do Zé Carlos. Bonito blog, realmente. Um ambiente mto afetuoso, e isso sempre faz mto bem!
Grande abraço da
Marilia