16 abril 2006




SEU ABRIGO




Abrigo você ainda
em meu coração
sua cabeça sempre deitada
em meu colchão de ternuras
A mesma canção de ninar
ecoa da minha alma
fazendo você dormir... e sonhar!
Sonha menino! Sonha!
Sua jornada é feita de carinho
Apanha as flores na sua caminhada
Cuide-se para não se ferir
com os espinhos
Quando seus joelhos fraquejarem
e se dobrarem na estrada longa
Quando a dor for imensa
E sua estrada estiver sem flores
Continua andando, não desista
Acolherei sua cabeça no meu peito
Curarei todas suas dores
Embalarei sua vida
Protegendo-o de qualquer castigo
E no meio do seu desgosto
Encosta o seu rosto no meu rosto
e encontra nos meus olhos o seu abrigo

Mary Fioratti

2 comentários:

MICHELLE DE LAS MERCEDES disse...

MUCHA POESÍA EN TU BLOG .
MUY LINDO LO ESCRITO

BESOS


MICHELLE

Saramar disse...

Mary, bom dia.

Lindos versos para nos ensinar o que é o mais verdadeiro e doce amor: esse que acolhe e mima, que dá carinho e colo.
Maravilhoso!

Beijos