01 abril 2006




UM POUCO DE MIM




O QUE GOSTO
- Acordar e tomar o meu cafe super quente sem pressa, saboreando com gosto.
- Dirigir meu carro sem rumo definido, entrando por lugares desconhecidos.
- Ter a inspiracao para fazer uma poesia e guardar o pensamento num papel na hora certa.
- Olhar para o rosto de minha filha dormindo.
- Passar creme no corpo. Cheirar meu perfume que uso ha 20 anos (se um dia nao fabricarem mais, vou ter problemas psicologicos - risos).
- Sensacao deliciosa de sair do chuveiro com o cabelo molhado.
- Secar meu cabelo, e dar a ele formas com minhas maos. Sinto-me meio artista.
- Andar descalca em casa. Pisar no chao frio da cozinha e dar aquele arrepio no corpo lembrando-me que estou viva.
- Sair para andar, e pensar.
- Comer uma barra de chocolate escondido e nao repartir com ninguem.
- Assistir um filme bom, e ficar com aquela sensacao de ter valido a pena.
- Escutar uma musica e deixar o espirito viajar.
- Sentir sede, e beber um copo de agua geladinho.
- Sentar na Rodoviaria (ou Aeroporto) e ficar observando pessoas e imaginando o que vai na cabeca delas.
- Receber um abraco inesperado.
- Sol durante o verao, morar na agua da piscina.
- Cantar de manha e ouvir meu canarinho cantando comigo.
- Sentir frio. Sempre estou desagasalhada, adoro a sensacao de sentir frio.

O QUE NAO GOSTO

- Cafe frio, comida fria (cafe tem que ser pelando).
- Ter que sair correndo atrasada, para algum lugar. (e estou sempre tendo essa sensacao)
- Sentir que alguem esta querendo me controlar (isso eh problema serio, trauma mesmo de infancia).
- Comecar a assistir um filme, ver que nao estou gostando e ter que aguenta-lo ate o fim.
- Cobrancas. Detesto cobrancas. Acredito que me cobro o suficiente o tempo todo.
- Banho frio. (Para mim, mesmo no calor, o banho tem que ser escaldante).
- Quando vejo que a pasta de dente esta no finzinho e tenho que ficar espremendo o tubo.
- Sabonete no finzinho...
- Em situacoes quando estou numa festa aqui nos EUA, e comeco a falar com alguem e nao me sinto eu mesma (como se estivesse falando um monte de boagens, pois nao eh o que penso, mas o que deve ser dito).
- Quando penso que morando tantos anos aqui, fiquei dividida ao meio, e nunca mais serei "eu" mesma (sinto as vezes que perdi algo de mim).
- Pensar no futuro de uma forma obssessiva, e tentar adivinha-lo.
- Sofrer demasiadamente com problemas e aumenta-los. (detesto isso em mim, coisas de Geminiana).
- Sensacao de descontrole. Minha falta de paciencia.
- Doencas. Sempre as aumento, se pensar, ja estive condenada a morte umas 200 vezes.
- Apito de trem (me angustia).
- Barulho da ambulancia e carro de policia.

O QUE APRENDI

- Muitas vezes o silencio é a melhor resposta para alguem, e em certas situacoes, a melhor resposta para nos mesmos.
- O poder de observar muitas vezes nos ensina mais do que ouvir.
- O que muitas vezes condenamos nas pessoas nada mais é do que alguns dos nossos reflexos.
- Em vez de tentar provar uma opiniao, guarde-a dentro de voce. Ha uma diferenca
crucial entre a discutir e o argumentar. No argumento sempre queremos impor nossa opiniao(esse eu ainda estou aprendendo).
- Em qualquer momento do dia desligar-se por alguns minutos, e mergulhar o pensamento em algo que gosta, telefonar para alguem, escrever algo que sente vontade,
andar, comer algo que lhe da prazer.
- Criar um horario certo para agradecer. Parece meio robotizado, mas nao é nao. Com isso criamos o habito de agradecer.
- Nunca achar que uma situacao nao tem solucao, por pior que ela seja, por mais negra que se apresente. Se um dia tudo parece negro e sem solucao, no outro dia abre-se sempre uma possibilidade.
- Nao mentir. A mentira nos escraviza. Quando dizemos a verdade, vivemos com a mente tranquila.

Agora, deixe registrado no meu Blog uma coisa que voce gosta ou uma que voce nao gosta ou uma que aprendeu. Ou mesmo uma de cada.

®Mary Fioratti

-

4 comentários:

Anônimo disse...

Mary, Mary!

Voce sempre nos presenteando com suas divagacoes tao profundas e sinceras. Amo suas poesias e seus escritos. Voce sempre me traz visoes de campos floridos da primavera. Beijos e obrigada minha amiga.
Evie

Zé Carlos disse...

...oi querida, eu fico com as duas partes que me interessaram muito de seu post: o que vc gosta e o que vc aprendeu.... eu penso de uma forma muito próxima de vc....

Agora, não ralhe comigo pois venho aqui várias vezes por dia (veja o tamanho da bolinha vermelha em seu mapa) mas como não sou escritor, tenho até medo de comentar.... não fique brava....

Lindo dia para vcs todos,,,, beijo enorme do Zé

mixtu disse...

para já um abraço, foi inesperado? ainda bem pq assim sei que gosta, olha mas agora tens que me largar para eu escrever, larga-me que depois eu abraço-te outra vez,
o qu eeu gosto: dormir
o que eu não gosto: acordar,
Vá, vamos continuar com o nosso abraço... ummmmm

Bea disse...

Oi Mary
Gostei mto de conhecer um pouquinho mais de vc..
O q gosto???? De Deus, do mar , de comer um big sorvete, de ser voluntária e ajudar quem precisa nos hospitais, do meu curso de medicina,etc....

O q nao gosto..?? De ter preguiça e nao fazer exercicios, de ter q me policiar e nao comer mto chocolate..rsrsr, das injustiças da vida, de ver a fome e a miséria no mundo.E da saúde publica tão precária no nosso país....etc..
bjus Bea