23 janeiro 2006




PAZ INTERIOR




Hoje sinto uma paz
Uma paz interior
Que invade minha alma
Me traz calma
Acalanta meus pensamentos
Brisa em meus sentimentos
Faz-me sentir suave
Meio magica
Paz que invade meu coracao
E me faz sentir FELIZ
Essa paz que eu sinto
Mostra-me a minha essencia
Pintando dentro de meu coracao
A falta de carencia
Felicidade de estar viva
De poder olhar o mundo
Sentir as pessoas
Felicidade de agradecer
Esta minha vida
Tao cheia de alegrias
Sua presenca
O sopro de sua verdade
Tornando vida
A minha Felicidade
Hoje sinto uma paz
Que me faz sentir branda
Assim como
Uma flor exposta
Em um jardim publico
Sem ventos
Sem tempestades
Uma flor de amor
Exposta no jardim
De minhas verdades

®Mary Fioratti

3 comentários:

Te disse...

Mary,
Que belo poema,uma ode a vida!
A plenitude e aos principios basicos,da existencia.
Que bom saber dessa sua paz.Que ela perdure!
Um beijao
TE

☆Fanny☆ disse...

Há momentos assim...instantes mágicos que nos dão o coração da vida e nos desenham sorrisos de sol e de jardins coloridos na nossa alma!

Lindo o tem post...contagiante, diria eu.

Um beijinho e muita paz*

Fanny

Zé Carlos disse...

Querida Mary, que vc tenha sempre esta paz interior, neste coração dourado que só as almas boas têm.... Um ode à felicidade.... bom assim... Zé