06 julho 2006




ESCUTE O QUE TENHO A LHE DIZER




Queria hoje pegar voce no colo
assim como um menino
acalmar todas suas dores existenciais
colocar o lenitivo da esperanca
em seu coracao e em sua vida
Poder olhar em seus olhos bondosos
e dizer que entendo todas suas limitacoes
suas dores, sua solidao interior
E mesmo sempre nao dizendo isso
em palavras explicitas
Tudo esta implicito em todos os meus atos
quando tento faze-lo feliz
Queria hoje lhe falar sobre felicidade
mesmo sua vida sendo tao dificil
mesmo seus dias sendo tao arrastados
quando voce sente aquela vontade de desistir
e parece que voce esta andando para tras
Vamos hoje sentar perto daquele rio
nos dois descalcos
(pes descalcos, e sentimentos nus)
afundaremos os pes nas aguas
e falaremos de nos
atropelaremo-nos nas palavras
entre risos e choros convulsivos
entre abracos e beijos mornos
e de repente ficaremos em silencio absoluto
Nessa hora entao, deitaremos na grama umida
olharemos as estrelas de maos dadas
fecharemos os olhos como duas criancas
e dormiremos um sono doce e tranquilo
Queria hoje poder abracar seu corpo
correr minhas maos pelos seus cabelos
olhar em seus olhos, bem dentro deles
dizendo a voce com palavras de amor
que entendo mais do que voce pensa
vivo voce a cada dia com intensidade
de longe abraco seu sofrimento
e intuo sua dor

®Mary Fioratti

2 comentários:

Musician disse...

E porque não? :)
Lindo!
Beijoca*

☆Fanny☆ disse...

São estes momentos, em que a alma se solta, que nos dão alento e vontade de continuar de corações entrelaçados...

Profundas palavras que nos fazem reflectir...obrigada!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny